Clique para abrir o Menu

SERM√ēES ONLINE



Aqui voc√™ encontra mais de 170 Serm√Ķes de grandes oradores renomados como: Pr. Finley, Pr. Vandeman, Pr. Iglesias, Pr. Bull√≥n e Pr. Stina. Ideal para pregadores, Evangelistas e para seu crescimento Espiritual.

CHAMADA IDENTIFICADA

Pr. Fernando Iglesias

"Você nem precisa mais responder o telefone para falar com alguém com quem não quer conversar.


Antes mesmo de atender, já dá pra saber quem está chamando. Quando você vê que é seu melhor amigo você responde com voz muito mais alegre do que quando se trata de um vendedor desconhecido. Um estranho não recebe a mesma atenção que alguém a quem você quer bem. E já que dá pra identificar as chamadas, você até deixa muitas delas sem resposta.


Você já ouviu alguém dizer que se cansou de orar sem receber resposta? Ou de pedir sem que nada acontecesse? Muitas pessoas, em hora de desespero, pedem ajuda a um Deus que pouco conhecem, um Deus com quem nunca tiveram um relacionamento íntimo, para quem nunca tiveram tempo, com quem nem mesmo conversam regularmente.


Nunca gastaram tempo com Deus, lendo a Bíblia ou orando, mas mesmo assim querem ser tratados como amigos íntimos de Deus.


Deus conhece aqueles que invocam seu nome mesmo antes deles começarem a sua prece.


O livro de Isaías apresenta um quadro muito claro de pessoas que em desespero procuram comunicar- se com Deus, mas mesmo em caso de emergência não conseguem um contato com Ele. O Todo Poderoso recusa-Se em responder ao seu clamor. Ele diz: "Por isso, quando estendeis as vossas mãos, escondo de vós os meus olhos; e ainda que multipliqueis as vossas orações, não as ouvirei, porque as vossas mãos estão cheias de sangue". Isaias 1:15.


Os olhos e ouvidos de Deus não estão com problemas. O problema não está com Deus, mas sim com os que clamam a Ele. Eles estendem as mãos em oração, mas têm as mãos sujas. O texto da Bíblia diz que as mãos estão sujas de sangue. O que seria este sangue? Veja a Bíblia se completando na carta que Paulo escreve a Timóteo: "Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda". 1 Timóteo 2:8. Mãos sem ira nem contenda. Exatamente! Pessoas que não vivem brigando e discutindo com outras. Pessoas que sabem perdoar e evitar discussões.


Aqui temos uma fórmula muito simples. Se você quer usar a oração como um amuleto, desista. A oração só tem valor para pessoas que querem pedir a Deus para lhes dar um coração perdoador."O que desvia os seus ouvidos de ouvir a lei, até a sua oração será abominável". Provérbios 28:9. Muitos chamam a Deus de Pai e de Senhor, mas não fazem aquilo que Ele ensina.


Minha mãe conta que quando eu tinha 4 anos, uma vez saí de casa sem ninguém perceber e fui ao banco, que ficava no mesmo quarteirão, cheguei no caixa e disse: Moço, aqui é o banco? Então eu vim buscar dinheiro.


Embora eu não tivesse ainda aberto minha conta, pois só tinha 4 anos, o moço do caixa que sempre me via com meu pai, me deu algumas moedas, e elas foram suficientes para fazerem minha felicidade.


Nenhum adulto normal entra num banco onde nunca esteve antes e pede um empréstimo. Se você quer um empréstimo no banco vai ter que conhecer o gerente pessoalmente. Ele vai pedir para ver os seus livros de contas. Se o empréstimo é elevado talvez ele queira saber detalhes de sua vida financeira.


Quando Deus ouve nossas preces, antes de responder Deus quer se tornar mais do que um sócio, Ele quer ser o Gerente Geral de nossa vida. A oração é uma comunicação com Deus, é um trabalho com Deus, se não podemos conversar com Deus também não poderemos trabalhar juntos. "Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus; e qualquer coisa que Lhe pedirmos, dEle a receberemos, porque guardamos os Seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à Sua vista." 1 João 3:21-22.


A Bíblia diz: "O Senhor está longe dos ímpios, mas a oração dos justos escutará". Provérbios 15:29.


Quem são estes JUSTOS?


Será que ela está se referindo a pessoas sem pecado?


Ser justo, na linguagem Bíblica é aceitar a Jesus e viver um relacionamento diário com Ele. É deixar então que Ele transforme a nossa vida e os nossos gostos e vontades.


A Bíblia nos fala de pessoas que tiveram suas orações respondidas, e também explica porque suas preces foram respondidas. "Moisés e Arão, entre os seus sacerdotes, e Samuel entre os que invocam o seu nome, clamavam ao Senhor, e Ele lhes respondia. Na coluna de nuvem lhes falava; eles guardaram os Seus testemunhos, e os estatutos que lhes dera". Salmos 99:6-7.


Enquanto as pessoas se recusarem a conhecer a Deus, Ele não responderá suas orações. Isso seria um encorajamento ao pecado. Se eles não têm paz com Deus, suas orações são vazias. Deus deu condições para que as orações sejam respondidas."Se vós estiverdes em mim, e as minhas palavras estiverem em vós, pedireis tudo o que quiserdes, e vos será feito". João 15:7. "Se guardardes os Meus mandamentos, permanecereis no Meu amor; do mesmo modo que Eu tenho guardado os mandamentos de Meu Pai, e permaneço no Seu amor".João 15:10.


Quem sabe você um dia foi a uma igreja, sentiu como se Deus estivesse falando com você e entregou a vida a Deus. Mas essa entrega não gerou nenhuma mudança na sua vida. Você continuou a vida fazendo as mesmas coisas erradas que fazia e deixou sua amizade com Deus em segundo plano na vida. Deixou Deus de lado porque naquele dia fez muitos pedidos a Deus e seus pedidos não foram atendidos. Você pensou que tivesse encontrado a lâmpada de Aladim, mas seu "Gênio não atendeu a seus pedidos".


Seguidamente nossas orações não são respondidas porque temos motivos errados. O livro de Tiago apresenta o assunto da seguinte maneira: "Quando pedis, não recebeis porque pedis com motivos errados, para gastar o que recebeis em vossos prazeres egoístas". Tiago 4:3. Muitos procuram a felicidade, mas nunca a encontram. Desejam tornar-se grandes, mas em vez disso se tornam cada dia mais malvados.


Ouvi outro dia uma estória engraçada de um pastor que chegou em sua igreja e viu uma senhora, membro da igreja, que estava com um caminhão de mudanças parado ali na frente.


"Vou mudar-me para a igreja". Disse ela.


"Mas por que razão a senhora vai fazer isso?". Perguntou o pastor.


"É muito simples". Disse ela.


"Quando estamos na igreja, o meu marido me trata com tanto respeito e cuidado que é uma maravilha.


Mas, assim que chegamos em casa, tudo muda. Ele é mau e grosseiro. É muito difícil viver com ele em casa. Mas na igreja ele me trata muito bem. Então quero mudar-me para a igreja e viver feliz a vida toda". Disse a senhora.


O apóstolo Pedro tem conselhos importantes sobre o relacionamento do casal e a vida em casa. Ele aconselha: "Também você, marido, na vida em comum com a esposa, reconheça que a mulher é o sexo frágil e que por isso deve ser tratada com respeito. Porque a esposa também vai receber, junto com você, o dom da vida, que é dado por Deus. Aja assim para que nada atrapalhe as orações de você". 1 Pe 3:7.


Talvez você até se considere cristão, mas não tem tratado bem a sua esposa. Nossos relacionamentos são importantes para Deus. Quando estamos num relacionamento errado Ele hesita em responder as nossas orações. Esse relacionamento difícil pode ser com qualquer um, esposa, marido, filhos, vizinho, algum outro parente ou colega de trabalho.


Muitas vezes queremos tanto que Deus nos perdoe e nos encha de dádivas, mas pisamos nos outros, que são filhos de Deus tanto quanto nós.


Veja o que Jesus disse sobre estar de bem com os outros: "Portanto, se trouxeres a tua oferta ao altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti, deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai reconciliar-te primeiro com teu irmão e, depois, vem e apresenta a tua oferta". Mateus 5:23-24.


O que eu acho mais lindo na Bíblia é como ela deixa claro que, os seres humanos que viviam no oriente no primeiro século são exatamente iguais a nós que vivemos no ocidente, no século 21.


Pense na ilustração usada por Jesus.


Estamos no primeiro século e um homem está vindo com muita reverência ao altar com um cordeiro para oferecer. Ele quer estar bem com Deus. Mas ao chegar mais perto, de repente ele se lembra de alguém com quem teve problemas. Ainda estão brigados. Nem mesmo se falam mais. Jesus então diz que ele deve deixar o seu cordeiro e sair à procura daquela pessoa a quem fez mal. Ele não se importa com o que os outros vão dizer ou pensar, mas ele deixa o cordeiro ao pé do altar. Não oferece o sacrifício. O que importa é fazer as pazes com seu irmão.


O caminho mais direto para chegar a Deus não é o altar, mas a harmonia com seu irmão. Quantas pessoas precisam seguir o mesmo caminho antes de encontrarem poder na oração. Antes de ter poder na oração, a nossa vida deve estar em paz com Deus e com os homens.


No capítulo seguinte, no livro de Mateus, encontramos a oração modelo ensinada por Jesus. É uma prece que contém sete pedidos. No fim da oração encontramos as palavras "E perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós perdoamos aos nossos devedores". Mateus 6:12. Nos versos seguintes, logo após a oração, Jesus apresenta a importância de perdoarmos uns aos outros. No capítulo 18 voltamos ao mesmo assunto do perdão quando Pedro pergunta: "Quantas vezes devo perdoar a meu irmão? Sete vezes?" Podemos até parafrasear a resposta de Jesus: "Pedro, você não entendeu nada. Perdoar não é contabilidade, não é uma conta matemática. Você deve perdoar não somente sete vezes, mas setenta vezes sete".


John Wesley certa vez encontrou um homem que disse: "Eu nunca perdôo!" A reação de Wesley foi como uma punhalada: "Então, amigo, tenha muito cuidado para nunca pecar". Se você gostaria de ver suas orações atendidas, é melhor perdoar aos outros como Deus o perdoa. A falta de perdão leva ao ódio, ao ciúme, à cobiça e no fim nos tornamos cristãos amargos. Quando não perdoamos deixamos o coração aberto para que o mal entre e tome conta. Quando isso acontece ficamos totalmente separados de Deus. Nossas preces se tornam sem valor até que estejamos prontos a reconhecer o nosso pecado e mudar os nossos caminhos.


Ao fim da Segunda Guerra Mundial, muitos países da Europa foram arruinados. Havia muito sofrimento e muitas crianças sem pais como o resultado da guerra, abandonadas pelas ruas das cidades em ruínas.


Charles Swindol, em seu livro "Improving Your Serve", conta a história de um soldado americano que voltava ao quartel em Londres. Ao passar com seu veículo militar ele observou um menino com o nariz colado ao vidro de uma confeitaria. Lá dentro o padeiro fazia a massa para novos bolos e pastéis dos mais variados. O menino faminto observava em silêncio cada movimento do padeiro.


O soldado estacionou seu veículo, e aproximou-se do menino sem fazer ruído e sem ser visto. Pelo vidro da padaria ele também podia ver os bolos e pastéis fresquinhos que saiam do forno fumegante. O menino ficou com água na boca ao ver o padeiro arranjar suas maravilhas em formas de vidro com muito cuidado. O soldado ficou comovido ao ver o pequeno órfão desconhecido. Ficou com muita pena dele e decidiu ajudá-lo. Entrou na padaria, comprou uma dúzia de bolos e pastéis, pediu ao padeiro que os embrulhasse e voltou para onde estava o menino naquela manhã fria e cinzenta de uma cidade destruída pela guerra.


Com um sorriso amigo ele chamou o pequeno e disse: Eu comprei isso para você. É tudo seu. Pode levar. Sem esperar uma resposta o soldado virou-se para voltar ao carro, mas foi interrompido pelo pequeno que se agarrou ao seu casaco. Ele voltou-se um momento apenas para ouvir o pequeno perguntar: "Moço, o senhor é Deus?".


Quão maravilhoso seria se todos os cristãos fossem tão semelhantes ao seu Mestre que as pessoas tivessem de perguntar "Você é Deus? Você é Jesus?".


Não é tão difícil assim ser parecido com Jesus. Se você não consegue ser assim, peça a Ele e ele vai ajudar você a ser transformado em amor! Quando você viver para Cristo, poderá reclamar a promessa que Deus nos faz no Salmo 84:11 "... o Senhor ... não retirará bem algum aos que andam na retidão".

Oração:

Senhor Jesus foi tão bom passarmos esses momentos assim juntos, pensando nas coisas que são Suas, pensando em nós também, na maneira como nós agimos. Sabe Senhor, quanto mais nós olhamos para o Senhor, ficamos vendo quão longe nós estamos de ser como o Senhor é, mas, sabemos que quanto mais olhamos para o Senhor, mais parecidos vamos ficando pouco a pouco. Senhor, continue sendo o nosso amigo, porque nós também queremos continuar sendo seus amigos.

Em nome de Jesus, amém.



Biblia Falada em MP3

Compartilhe abaixo com seu amigos do facebook esta página de Serm√Ķes Online