Clique para abrir o Menu

SERM√ēES ONLINE



Aqui voc√™ encontra mais de 170 Serm√Ķes de grandes oradores renomados como: Pr. Finley, Pr. Vandeman, Pr. Iglesias, Pr. Bull√≥n e Pr. Stina. Ideal para pregadores, Evangelistas e para seu crescimento Espiritual.

VIVENDO COM ESPERANÇA

Pr. Finley


"O mundo estava enlouquecido em 1942. Hitler transformava a Europa num grande campo de batalha. Os japoneses corriam de uma ilha para outra no Pacífico.

A América estava envolvida no grande conflito. Em todo lugar fábricas produziam materiais bélicos. Em todo lugar, os jovens estavam vestidos em uniformes.

Raymond e Frances, eram recém casados e moravam em Nova Orleans, tentando construir sua nova vida naquele mundo conturbado. Raymond logo iria servir no Pacífico. Mas antes de embarcar para a guerra, ele e sua esposa fizeram uma descoberta que iria mudar-lhes a vida, uma descoberta que os faria viver em um mundo bem diferente.

Raymond e Frances tiveram muita sorte de achar um apartamento para alugar. Em 1942, Nova Orleans estava cheia de soldados procurando lugar para ficar antes de irem para a guerra. Raymund logo conseguiu um emprego temporário em um clube. Assim ele pode levar a jovem esposa para um apartamento de um quarto num prédio que servia como sede regional do exército da salvação.

Foi ali que começaram a planejar sua vida a dois - para sempre. Enquanto a sombra da guerra envolvia lentamente o mundo, Raymond sabia que era uma questão de tempo, e logo iriam mandá-lo para o terror no Pacífico. Ele era escrevente chefe da marinha.

Um dia, o casal ouviu sobre um estudo bíblico que estava começando no prédio. Foram convidados por alguns vizinhos e decidiram assistir. O estudo era ministrado por um pastor italiano chamado Calderoni. Raymond e Frances jamais sonharam com as incríveis descobertas que fizeram.

Afinal de contas, eles vieram de lares cristãos. Sabiam muita coisa da Bíblia, embora religião não fizesse parte significativa da vida deles, pelo menos iam freqüentemente à igreja aos domingos.

O pastor Calderoni, porém, começou explicando algumas profecias de Daniel e Apocalipse. De repente, a Bíblia tornou-se como um livro novo para eles. Os profetas olharam através da história e viram a seqüência dos reinos: Babilônia, Medo-Pérsa, Grécia e Roma. Previram a sucessão dos impérios milhares de anos antes de surgirem e caírem.

Os profetas haviam predito também a queda de cidades específicas como Tiro e Babilônia. Descreveram exatamente o que seria delas milhares de anos no futuro.

Raymond e Frances sentiam crescer o entusiasmo enquanto ouviam mais sobre Daniel e Apocalipse. Surpreenderam-se exclamando: "A Bíblia é verdadeira! É realmente a Palavra de Deus!" Esse casal sentia como se descobrissem o mundo pela primeira vez.

O mais surpreendente, porém, foi descobrir como todas as profecias bíblicas apontavam para um clímax final. Havia um grande evento para onde tudo convergia. Era o segundo advento de Jesus Cristo.

Raymond e Frances já haviam ouvido sobre a segunda Vinda de Cristo. E criam que ele voltaria à Terra. Mas fora sempre visto como algo muito vago, algo muito distante, algo que você ouve, mas não presta atenção.

Mas agora, eles começaram a perceber o verdadeiro sentido da segunda vinda. Deus realmente viria interromper a história humana. Viria para dar um mundo inteiramente novo.

O pastor Calderoni mostrou como a Bíblia descreve eventos detalhados em torno da segunda vinda. Falou sobre sinais que precederão a vinda de Cristo. Falou exatamente como virá e como as pessoas reagirão ao acontecimento.

Raymond e Frances ficaram fascinados pela bíblia. Ficaram fascinados com o que a Bíblia dizia sobre o assunto. E perguntavam um ao outro, constantemente: "Por que ninguém nos falou sobre isso antes? Está tudo certo na Bíblia! Por que não ouvimos antes sobre isso?"

Lentamente, a segunda vinda de Cristo começou a ser real para eles - uma esperança real, como diziam os escritores do Novo Testamento. A segunda vinda de Cristo era tão real como os acontecimentos que envolviam o mundo. Era tão real como o avanço da Alemanha. Tão real como os ataques aéreos a Londres. Tão real como as grandes batalhas navais no Pacífico.

Todos esses eventos terríveis dominavam as pessoas. Todos falavam sobre eles. Mas havia outro evento que dominava as Escrituras. Havia outra perspectiva que dominava a Bíblia. Cristo estava vindo outra vez trazendo o fim da guerra, do sofrimento, da separação e da morte.

Raymond e Frances sentiam que algo grandioso aconteceu com eles ao assimilarem a realidade da segunda vinda. Algo aconteceu na vida pessoal e no casamento deles. Haviam começado a estudar a Bíblia juntos, com devoção. Jamais tinham feito isso antes. A Bíblia era apenas algo que levavam à igreja, algo previsível. Mas agora era como um livro novo. Eles estavam aprendendo tanto! Estavam compartilhando. Estavam orando juntos. Estava atraindo um para o outro.

Freqüentemente, ao cair da tarde, Raymond e Frances caminhavam no terraço do prédio. Podiam contemplar os edifícios do centro de Nova Orleans. Às vezes, Raymond tomava seu violão e tocava algumas canções.

Sentiam sempre a maravilhosa sensação de uma perspectiva especial na vida deles. Eles não haviam sido alcançados de repente. Eles não foram alcançados no mundo mau de guerra total. Faziam parte do melhor plano de Deus. Ele estava perto deles.

Tinham também a sensação de que Deus cuidaria de tudo. Não haveria problema muito grande para Ele. Aliás, sempre Ele havia guiado toda a história e com certeza o mundo todo ultrapassaria a guerra porque haverá um grande e final acontecimento.

Raymond e Frances haviam, inesperadamente, descoberto uma religião que funcionou. E uma religião que funciona faz uma diferença dramática na vida da pessoa. Antes, a fé cristã era algo colocado em último plano. Agora, era a grande paixão da vida deles. Eles queriam partilhar essas boas novas com todos os parentes a amigos. Todos tinham de saber.

A chave desse tipo dinâmico de religião foi a redescoberta da segunda vinda de Cristo.

Hoje, gostaria de falar sobre um componente final de uma religião que funciona de fato. Gostaria de explicar porque uma compreensão da segunda vinda de Cristo pode tornar nossa fé mais dinâmica e poderosa.

Agora, como a segunda vinda de Cristo fará diferença em nossa vida diariamente? Pode não parecer tão relevante a princípio. De fato, você pode pensar que preocupar-se com o Apocalipse ou com o fim não é muito saudável.

Bem, vamos tentar ver como o Novo Testamento aborda o assunto. Vamos dar uma olhada nas palavras de Cristo e a perspectiva do apóstolo Paulo. Paulo faz uma dissertação sobre a vida cristã em sua epístola. Vemos isso em Tito 2: 11 e 13:

"Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que ... Vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus."

Que maravilha! A segunda vinda de Cristo é chamada de "a bendita esperança", no Novo Testamento. É algo maravilhoso para esperar, algo glorioso. Sabe por quê? Quando aguardamos algo grandioso, é muito fácil esperar. Ver essa meta no fim do caminho dá-nos energia para perseverar na jornada.

Em outras palavras, ter uma bendita esperança em nosso coração, ajuda-nos a viver piedosamente no presente. Dá-nos paciência.

Paulo expressa esta idéia em Hebreus:12:1 e 2: "... Corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o autor e consumador da fé, Jesus..."

Outra tradução diz: "fixando os olhos em Jesus". É assim que corremos a carreira com sucesso - fixando o viver de Cristo com firmeza de mente. Ele não é só um bom homem na história. Ele é o Deus que voltará à Terra de novo. Ele é o grande evento para o qual tudo aponta neste mundo.

O estímulo da realidade da segunda vinda de Cristo faz Jesus vívido em nossa mente. Muda nossa perspectiva. Foi isso que aconteceu com Raymond e Frances. Eles sentiram que sua vida cristã renascera.

Para muitas pessoas, a vida cristã é uma luta cruel. Vivem tentando carregar o grande fardo de uma vida justa até o fim. Não foi isso que Deus planejou para nós. Ele deu-nos algo maravilhoso para aguardar. Que nos dá energia, que nos dá paciência.

A segunda vinda de Cristo é, além de tudo, um projeto alegre. Será aquela grande reunião com Cristo. Algumas pessoas, infelizmente, perdem de vista esse fato. Estão completamente equivocados ao calcular os sinais que apontam para o fim. A mente deles se fixa nos desastres, nas catástrofes e nos crimes hediondos que mostram que este mundo está no fim.

Amigo, é possível perder de vista o Cristo vivo no meio dos sinais. Omitimos o evento para o qual todos apontam.

É fixando nossos olhos em Jesus, que nos dá ânimo. Nunca esqueçamos isso. É assim que conseguimos paciência para perseverar até o fim.

Agora, vejamos a segunda coisa que a segunda vinda pode fazer por nós diariamente.

Essa compreensão nos vem do apóstolo João. Falando do glorioso retorno de Cristo à Terra, ele diz em I João:3:2 e3: "... Sabemos que quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque haveremos de vê-lo como Ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como Ele é puro."

As pessoas que têm a esperança de ver a Cristo, as pessoas que querem ver Jesus quando vier outra vez, fazem uma coisa: purificam-se a si mesmas, como Cristo é puro.

Agora, pense nisto um momento, amigo: O que quer dizer tornar-se mais puro? Será que não temos que ir fundo no que é essencial?

Você quer ouro puro? Então retire o material de baixo valor misturado nele.

Você quer leite puro? Então livre-o de qualquer contaminação.

Assim, tornar-se puro é realmente extrair todo o refugo de sua vida e concentrar-se no essencial. A Bíblia sugere que a segunda vinda ajuda-nos a fazer isso. Como?

Você pode pensar na segunda vinda como uma espécie de escalonamento de valores. Isso ajuda-nos a ter nossas prioridades na ordem certa. Ajuda-nos a focalizar o que é importante.

Depois, é fácil concentrar-nos totalmente em nossas atividades materiais. É fácil cuidar do que fazemos aqui e agora. Investimos nossa energia e tempo economizando para um carro novo. Fazemos sacrifícios para prosperar, para ter um emprego melhor.

Não há nada de errado nisso, claro. O que conta é nossa perspectiva. Perdemos de vista as coisas mais importantes da vida, quando buscamos as coisas materiais?

Bem, quando a segunda vinda de Cristo torna-se clara em nossa mente, então as coisas tomam outra perspectiva. Pode ser que negligenciar a família para ganhar um pouco mais, realmente não faça muito sentido, afinal.

Veja, amigo, as coisas materiais serão queimadas com a segunda vinda de Cristo. Os edifícios, os aparelhos, as mercadorias, simplesmente desaparecerão. Por que investir nossas melhores energias em coisas que vão virar fumaça?

A segunda vinda de Cristo ajuda-nos a ordenar nossos valores. Torna-se uma perspectiva importante na vida diária. Ajuda-nos a viver com saúde espiritual. Jesus, surgindo no horizonte, ajuda-nos a saber, aqui, no coração, o que realmente conta, o que realmente importa.

Há uma coisa mais que gostaria de lhe dizer sobre o porquê da vinda de Cristo ser parte fundamental da religião que realmente funciona. Isso inclui as tragédias que atingem quase todos nesta vida.

Paulo tem lindas palavras de conforto em I Tessalonicenses 4: 16 a 18: "Porquanto o Senhor mesmo, ... Ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras."

"Consolai-vos uns aos outros com estas palavras." Que palavras? Palavras sobre Cristo irrompendo através dos céus, descendo à Terra. Palavras sobre mortos saindo vivos dos sepulcros. Palavras sobre estar subindo junto com nossos queridos para encontrar Cristo nos ares.

Amigos, podemos tentar confortar os que estão sofrendo com terríveis tragédias. Podemos tentar encontrar palavras para aliviar a dor dos que perderam entes queridos. Podemos tentar ajudá-los a encontrar significado no meio de um mundo que parece tão cruel e caótico.

Mas só existe uma coisa que realmente pode trazer conforto. Só há uma coisa que pode aliviar nossa dor. E isso é a esperança do reencontro. A esperança de vida após a morte.

A segunda vinda de Cristo faz essa esperança muito viva. Ela é real, amigo. É um evento certo. É algo que podemos ver diante de nós.

A esperança da segunda vinda de Cristo tem feito diferença em sua vida prática? Creio que ela pode fazer toda a diferença do mundo. É a parte essencial do tipo de religião que funciona. Ajuda-nos a fixar os olhos em Jesus. Ajuda-nos a ordenar nossos valores. Ajuda-nos a colocar nossos valores na perspectiva correta. Dá-nos conforto mesmo em meio às tragédias.

Além de tudo, dá-nos ânimo na vida espiritual. Ter algo maravilhoso à frente ajuda-nos a correr a carreira, a ir longe, perseverar em direção à meta.

Sabe, Raymond e Frances experimentaram esse grande incentivo na vida. Raymond voltou são e salvo da guerra no pacífico. Sobreviveu aos horrores de violentos combates na ilha de Guam. Ele saltou daquele navio de transporte para os braços ansiosos de Frances, com sua fé intacta.

Esse casal começou a aumentar a família. Tiveram três meninos, que cresceram juntos sempre sabendo que o Cristo vivo fazia parte do seu lar. Eles tinham essa segurança. Seu lar era feliz por causa dessa bendita esperança.

Na verdade, acredite ou não, um de seus filhos, Steve Mosley, continua escrevendo sobre a "bendita esperança" para o ministério do "Está Escrito". Eles transmitiram sua fé de uma para outra geração. E perseverou por décadas.

Hoje, a saúde de Raymond não está bem. Ele sofreu um derrame, mas continua alegremente aguardando a volta de Cristo.

Frances trabalha como professora em um colégio cristão. Já passou da idade de aposentar-se, mas a escola não pode dispensá-la. Ela é uma das mais queridas professoras do "campus". Os alunos sempre a admiram por seu espírito jovial.

Já se passou muito tempo, desde que ela e Raymond estudaram sinceramente a Bíblia naquele apartamento em Nova Orleans; mas a "bendita esperança" os acompanhou pelos anos a fora. Ela é um lindo exemplo de correr com alegria a carreira, fixando os olhos no centro de sua fé, Jesus Cristo.

Você já experimentou a alegria de ter esta "bendita esperança" como centro de sua vida? Será que a segunda vinda de Cristo é um evento vago, como algo distante? Ou é vívida e real como foi para os escritores Novo Testamento?

Vamos decidir agora, investir nossa vida em uma religião que funcione. Comecemos a fixar os olhos em Jesus. Estudemos Sua Palavra regularmente e com devoção. Vamos dar-Lhe o melhor de nosso tempo. Permitamos que Ele nos encha com uma esperança viva, e assim transforme nossa vida.

Breve Jesus Voltará

Jader Santos e Jeorge E. Lee.

Levantemos nossos olhos,

Redenção se aproxima,

Já estamos quase ouvindo

Os clarins de Sua vinda.

Já é tempo de ir avante

Anunciar a toda a gente

Que Jesus está voltando

Vitorioso e triunfante.

Breve virá, breve virá,

Breve Jesus voltará!

Breve virá, breve virá,

Breve Jesus, voltará!

Gravado por Arautos do Rei MMCD 9601

ORAÇÃO

Querido pai, nosso coração anseia pela vinda de Jesus. Obrigado por dar-nos a segurança de que certamente Ele virá à Terra outra vez. Obrigado porque a história terá um clímax com Teu segundo advento. Obrigado porque nossa vida pessoal pode ter esse clímax também. Ajuda-nos a fixar os olhos no viver de Cristo, na vinda de Cristo. Enche-nos dessa esperança que renova. Dá-nos ânimo espiritual para que perseveremos até o fim. Em nome de Jesus, pedimos. Amém.

O mundo estava enlouquecido em 1942. Hitler transformava a Europa num grande campo de batalha. Os japoneses corriam de uma ilha para outra no Pacífico.

A América estava envolvida no grande conflito. Em todo lugar fábricas produziam materiais bélicos. Em todo lugar, os jovens estavam vestidos em uniformes.

Raymond e Frances, eram recém casados e moravam em Nova Orleans, tentando construir sua nova vida naquele mundo conturbado. Raymond logo iria servir no Pacífico. Mas antes de embarcar para a guerra, ele e sua esposa fizeram uma descoberta que iria mudar-lhes a vida, uma descoberta que os faria viver em um mundo bem diferente.

Raymond e Frances tiveram muita sorte de achar um apartamento para alugar. Em 1942, Nova Orleans estava cheia de soldados procurando lugar para ficar antes de irem para a guerra. Raymund logo conseguiu um emprego temporário em um clube. Assim ele pode levar a jovem esposa para um apartamento de um quarto num prédio que servia como sede regional do exército da salvação.

Foi ali que começaram a planejar sua vida a dois - para sempre. Enquanto a sombra da guerra envolvia lentamente o mundo, Raymond sabia que era uma questão de tempo, e logo iriam mandá-lo para o terror no Pacífico. Ele era escrevente chefe da marinha.

Um dia, o casal ouviu sobre um estudo bíblico que estava começando no prédio. Foram convidados por alguns vizinhos e decidiram assistir. O estudo era ministrado por um pastor italiano chamado Calderoni. Raymond e Frances jamais sonharam com as incríveis descobertas que fizeram.

Afinal de contas, eles vieram de lares cristãos. Sabiam muita coisa da Bíblia, embora religião não fizesse parte significativa da vida deles, pelo menos iam freqüentemente à igreja aos domingos.

O pastor Calderoni, porém, começou explicando algumas profecias de Daniel e Apocalipse. De repente, a Bíblia tornou-se como um livro novo para eles. Os profetas olharam através da história e viram a seqüência dos reinos: Babilônia, Medo-Pérsa, Grécia e Roma. Previram a sucessão dos impérios milhares de anos antes de surgirem e caírem.

Os profetas haviam predito também a queda de cidades específicas como Tiro e Babilônia. Descreveram exatamente o que seria delas milhares de anos no futuro.

Raymond e Frances sentiam crescer o entusiasmo enquanto ouviam mais sobre Daniel e Apocalipse. Surpreenderam-se exclamando: "A Bíblia é verdadeira! É realmente a Palavra de Deus!" Esse casal sentia como se descobrissem o mundo pela primeira vez.

O mais surpreendente, porém, foi descobrir como todas as profecias bíblicas apontavam para um clímax final. Havia um grande evento para onde tudo convergia. Era o segundo advento de Jesus Cristo.

Raymond e Frances já haviam ouvido sobre a segunda Vinda de Cristo. E criam que ele voltaria à Terra. Mas fora sempre visto como algo muito vago, algo muito distante, algo que você ouve, mas não presta atenção.

Mas agora, eles começaram a perceber o verdadeiro sentido da segunda vinda. Deus realmente viria interromper a história humana. Viria para dar um mundo inteiramente novo.

O pastor Calderoni mostrou como a Bíblia descreve eventos detalhados em torno da segunda vinda. Falou sobre sinais que precederão a vinda de Cristo. Falou exatamente como virá e como as pessoas reagirão ao acontecimento.

Raymond e Frances ficaram fascinados pela bíblia. Ficaram fascinados com o que a Bíblia dizia sobre o assunto. E perguntavam um ao outro, constantemente: "Por que ninguém nos falou sobre isso antes? Está tudo certo na Bíblia! Por que não ouvimos antes sobre isso?"

Lentamente, a segunda vinda de Cristo começou a ser real para eles - uma esperança real, como diziam os escritores do Novo Testamento. A segunda vinda de Cristo era tão real como os acontecimentos que envolviam o mundo. Era tão real como o avanço da Alemanha. Tão real como os ataques aéreos a Londres. Tão real como as grandes batalhas navais no Pacífico.

Todos esses eventos terríveis dominavam as pessoas. Todos falavam sobre eles. Mas havia outro evento que dominava as Escrituras. Havia outra perspectiva que dominava a Bíblia. Cristo estava vindo outra vez trazendo o fim da guerra, do sofrimento, da separação e da morte.

Raymond e Frances sentiam que algo grandioso aconteceu com eles ao assimilarem a realidade da segunda vinda. Algo aconteceu na vida pessoal e no casamento deles. Haviam começado a estudar a Bíblia juntos, com devoção. Jamais tinham feito isso antes. A Bíblia era apenas algo que levavam à igreja, algo previsível. Mas agora era como um livro novo. Eles estavam aprendendo tanto! Estavam compartilhando. Estavam orando juntos. Estava atraindo um para o outro.

Freqüentemente, ao cair da tarde, Raymond e Frances caminhavam no terraço do prédio. Podiam contemplar os edifícios do centro de Nova Orleans. Às vezes, Raymond tomava seu violão e tocava algumas canções.

Sentiam sempre a maravilhosa sensação de uma perspectiva especial na vida deles. Eles não haviam sido alcançados de repente. Eles não foram alcançados no mundo mau de guerra total. Faziam parte do melhor plano de Deus. Ele estava perto deles.

Tinham também a sensação de que Deus cuidaria de tudo. Não haveria problema muito grande para Ele. Aliás, sempre Ele havia guiado toda a história e com certeza o mundo todo ultrapassaria a guerra porque haverá um grande e final acontecimento.

Raymond e Frances haviam, inesperadamente, descoberto uma religião que funcionou. E uma religião que funciona faz uma diferença dramática na vida da pessoa. Antes, a fé cristã era algo colocado em último plano. Agora, era a grande paixão da vida deles. Eles queriam partilhar essas boas novas com todos os parentes a amigos. Todos tinham de saber.

A chave desse tipo dinâmico de religião foi a redescoberta da segunda vinda de Cristo.

Hoje, gostaria de falar sobre um componente final de uma religião que funciona de fato. Gostaria de explicar porque uma compreensão da segunda vinda de Cristo pode tornar nossa fé mais dinâmica e poderosa.

Agora, como a segunda vinda de Cristo fará diferença em nossa vida diariamente? Pode não parecer tão relevante a princípio. De fato, você pode pensar que preocupar-se com o Apocalipse ou com o fim não é muito saudável.

Bem, vamos tentar ver como o Novo Testamento aborda o assunto. Vamos dar uma olhada nas palavras de Cristo e a perspectiva do apóstolo Paulo. Paulo faz uma dissertação sobre a vida cristã em sua epístola. Vemos isso em Tito 2: 11 e 13:

"Porquanto a graça de Deus se manifestou salvadora a todos os homens, educando-nos para que ... Vivamos, no presente século, sensata, justa e piedosamente, aguardando a bendita esperança e a manifestação do nosso grande Deus e salvador Cristo Jesus."

Que maravilha! A segunda vinda de Cristo é chamada de "a bendita esperança", no Novo Testamento. É algo maravilhoso para esperar, algo glorioso. Sabe por quê? Quando aguardamos algo grandioso, é muito fácil esperar. Ver essa meta no fim do caminho dá-nos energia para perseverar na jornada.

Em outras palavras, ter uma bendita esperança em nosso coração, ajuda-nos a viver piedosamente no presente. Dá-nos paciência.

Paulo expressa esta idéia em Hebreus:12:1 e 2: "... Corramos, com perseverança, a carreira que nos está proposta, olhando firmemente para o autor e consumador da fé, Jesus..."

Outra tradução diz: "fixando os olhos em Jesus". É assim que corremos a carreira com sucesso - fixando o viver de Cristo com firmeza de mente. Ele não é só um bom homem na história. Ele é o Deus que voltará à Terra de novo. Ele é o grande evento para o qual tudo aponta neste mundo.

O estímulo da realidade da segunda vinda de Cristo faz Jesus vívido em nossa mente. Muda nossa perspectiva. Foi isso que aconteceu com Raymond e Frances. Eles sentiram que sua vida cristã renascera.

Para muitas pessoas, a vida cristã é uma luta cruel. Vivem tentando carregar o grande fardo de uma vida justa até o fim. Não foi isso que Deus planejou para nós. Ele deu-nos algo maravilhoso para aguardar. Que nos dá energia, que nos dá paciência.

A segunda vinda de Cristo é, além de tudo, um projeto alegre. Será aquela grande reunião com Cristo. Algumas pessoas, infelizmente, perdem de vista esse fato. Estão completamente equivocados ao calcular os sinais que apontam para o fim. A mente deles se fixa nos desastres, nas catástrofes e nos crimes hediondos que mostram que este mundo está no fim.

Amigo, é possível perder de vista o Cristo vivo no meio dos sinais. Omitimos o evento para o qual todos apontam.

É fixando nossos olhos em Jesus, que nos dá ânimo. Nunca esqueçamos isso. É assim que conseguimos paciência para perseverar até o fim.

Agora, vejamos a segunda coisa que a segunda vinda pode fazer por nós diariamente.

Essa compreensão nos vem do apóstolo João. Falando do glorioso retorno de Cristo à Terra, ele diz em I João:3:2 e3: "... Sabemos que quando Ele se manifestar, seremos semelhantes a Ele, porque haveremos de vê-lo como Ele é. E a si mesmo se purifica todo o que nele tem esta esperança, assim como Ele é puro."

As pessoas que têm a esperança de ver a Cristo, as pessoas que querem ver Jesus quando vier outra vez, fazem uma coisa: purificam-se a si mesmas, como Cristo é puro.

Agora, pense nisto um momento, amigo: O que quer dizer tornar-se mais puro? Será que não temos que ir fundo no que é essencial?

Você quer ouro puro? Então retire o material de baixo valor misturado nele.

Você quer leite puro? Então livre-o de qualquer contaminação.

Assim, tornar-se puro é realmente extrair todo o refugo de sua vida e concentrar-se no essencial. A Bíblia sugere que a segunda vinda ajuda-nos a fazer isso. Como?

Você pode pensar na segunda vinda como uma espécie de escalonamento de valores. Isso ajuda-nos a ter nossas prioridades na ordem certa. Ajuda-nos a focalizar o que é importante.

Depois, é fácil concentrar-nos totalmente em nossas atividades materiais. É fácil cuidar do que fazemos aqui e agora. Investimos nossa energia e tempo economizando para um carro novo. Fazemos sacrifícios para prosperar, para ter um emprego melhor.

Não há nada de errado nisso, claro. O que conta é nossa perspectiva. Perdemos de vista as coisas mais importantes da vida, quando buscamos as coisas materiais?

Bem, quando a segunda vinda de Cristo torna-se clara em nossa mente, então as coisas tomam outra perspectiva. Pode ser que negligenciar a família para ganhar um pouco mais, realmente não faça muito sentido, afinal.

Veja, amigo, as coisas materiais serão queimadas com a segunda vinda de Cristo. Os edifícios, os aparelhos, as mercadorias, simplesmente desaparecerão. Por que investir nossas melhores energias em coisas que vão virar fumaça?

A segunda vinda de Cristo ajuda-nos a ordenar nossos valores. Torna-se uma perspectiva importante na vida diária. Ajuda-nos a viver com saúde espiritual. Jesus, surgindo no horizonte, ajuda-nos a saber, aqui, no coração, o que realmente conta, o que realmente importa.

Há uma coisa mais que gostaria de lhe dizer sobre o porquê da vinda de Cristo ser parte fundamental da religião que realmente funciona. Isso inclui as tragédias que atingem quase todos nesta vida.

Paulo tem lindas palavras de conforto em I Tessalonicenses 4: 16 a 18: "Porquanto o Senhor mesmo, ... Ouvida a voz do arcanjo, e ressoada a trombeta de Deus, descerá dos céus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro; depois, nós, os vivos, os que ficarmos, seremos arrebatados juntamente com eles, entre nuvens, para o encontro do Senhor nos ares, e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Consolai-vos, pois, uns aos outros com estas palavras."

"Consolai-vos uns aos outros com estas palavras." Que palavras? Palavras sobre Cristo irrompendo através dos céus, descendo à Terra. Palavras sobre mortos saindo vivos dos sepulcros. Palavras sobre estar subindo junto com nossos queridos para encontrar Cristo nos ares.

Amigos, podemos tentar confortar os que estão sofrendo com terríveis tragédias. Podemos tentar encontrar palavras para aliviar a dor dos que perderam entes queridos. Podemos tentar ajudá-los a encontrar significado no meio de um mundo que parece tão cruel e caótico.

Mas só existe uma coisa que realmente pode trazer conforto. Só há uma coisa que pode aliviar nossa dor. E isso é a esperança do reencontro. A esperança de vida após a morte.

A segunda vinda de Cristo faz essa esperança muito viva. Ela é real, amigo. É um evento certo. É algo que podemos ver diante de nós.

A esperança da segunda vinda de Cristo tem feito diferença em sua vida prática? Creio que ela pode fazer toda a diferença do mundo. É a parte essencial do tipo de religião que funciona. Ajuda-nos a fixar os olhos em Jesus. Ajuda-nos a ordenar nossos valores. Ajuda-nos a colocar nossos valores na perspectiva correta. Dá-nos conforto mesmo em meio às tragédias.

Além de tudo, dá-nos ânimo na vida espiritual. Ter algo maravilhoso à frente ajuda-nos a correr a carreira, a ir longe, perseverar em direção à meta.

Sabe, Raymond e Frances experimentaram esse grande incentivo na vida. Raymond voltou são e salvo da guerra no pacífico. Sobreviveu aos horrores de violentos combates na ilha de Guam. Ele saltou daquele navio de transporte para os braços ansiosos de Frances, com sua fé intacta.

Esse casal começou a aumentar a família. Tiveram três meninos, que cresceram juntos sempre sabendo que o Cristo vivo fazia parte do seu lar. Eles tinham essa segurança. Seu lar era feliz por causa dessa bendita esperança.

Na verdade, acredite ou não, um de seus filhos, Steve Mosley, continua escrevendo sobre a "bendita esperança" para o ministério do "Está Escrito". Eles transmitiram sua fé de uma para outra geração. E perseverou por décadas.

Hoje, a saúde de Raymond não está bem. Ele sofreu um derrame, mas continua alegremente aguardando a volta de Cristo.

Frances trabalha como professora em um colégio cristão. Já passou da idade de aposentar-se, mas a escola não pode dispensá-la. Ela é uma das mais queridas professoras do "campus". Os alunos sempre a admiram por seu espírito jovial.

Já se passou muito tempo, desde que ela e Raymond estudaram sinceramente a Bíblia naquele apartamento em Nova Orleans; mas a "bendita esperança" os acompanhou pelos anos a fora. Ela é um lindo exemplo de correr com alegria a carreira, fixando os olhos no centro de sua fé, Jesus Cristo.

Você já experimentou a alegria de ter esta "bendita esperança" como centro de sua vida? Será que a segunda vinda de Cristo é um evento vago, como algo distante? Ou é vívida e real como foi para os escritores Novo Testamento?

Vamos decidir agora, investir nossa vida em uma religião que funcione. Comecemos a fixar os olhos em Jesus. Estudemos Sua Palavra regularmente e com devoção. Vamos dar-Lhe o melhor de nosso tempo. Permitamos que Ele nos encha com uma esperança viva, e assim transforme nossa vida.

ORAÇÃO

Querido pai, nosso coração anseia pela vinda de Jesus. Obrigado por dar-nos a segurança de que certamente Ele virá à Terra outra vez. Obrigado porque a história terá um clímax com Teu segundo advento. Obrigado porque nossa vida pessoal pode ter esse clímax também. Ajuda-nos a fixar os olhos no viver de Cristo, na vinda de Cristo. Enche-nos dessa esperança que renova. Dá-nos ânimo espiritual para que perseveremos até o fim. Em nome de Jesus, pedimos. Amém.



Biblia Falada em MP3

Compartilhe abaixo com seu amigos do facebook esta página de Serm√Ķes Online