Nesta página você encontra dezenas de Sermões Biblicos de renomados pastores para você conhecer mais da palavra de Deus ou para usar em suas pregações em sua igreja.

CLIQUE para voltar a página inicial dos Sermões Online

177 Sermões Evangelisticos

UMA VIDA POR AMOR

PR. ALEJANDRO BULLÓN


"Por que existe gente que encara o cristianismo com temor? Deus é um ancião de barba branca, sentado em Seu trono de glória, com uma vara na mão para castigar o desobediente? O sofrimento, a dor e as lágrimas que muitas vezes tocam nossa vida são castigos por termos nos portado mal? O que diz a Bíblia a esse respeito?


O texto para a nossa meditação é o Salmo 23: "O Senhor é o meu pastor; nada me faltará. Deitar-me faz em verdes pastos, guia-me mansamente à águas tranqüilas. Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do Teu nome. Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo; a tua vara e o teu cajado me consolam. Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos, unges a minha cabeça com óleo, o meu cálice transborda. Certamente que a bondade e a misericórdia me seguirão todos os dias da minha vida, e habitarei na casa do Senhor por longos dias".


Há quatro pensamentos que destacaremos deste salmo. O primeiro é o tipo de relacionamento que Deus quer ter com Seus filhos: o relacionamento pastor-ovelha.


Para entendermos a figura que o salmista apresenta, temos que viajar para as terras onde a Bíblia foi escrita, porque aqui, na América Latina, o pastor geralmente toma o seu cajado, empurra as ovelhas e bate naquelas que saem do caminho. Lá nas terras bíblicas é diferente. O pastor vai na frente e as ovelhas o seguem. Como é possível que ovelhas irracionais sigam o seu pastor? Como é que elas aprendem a fazer isso?


Se vivêssemos naquelas terras entenderíamos facilmente. Lá, o pastor não é pastor apenas por profissão. Ele é pastor porque essa é a razão da sua vida. Ele ama as suas ovelhas, dorme com elas, come ao lado delas. O pastor recebe a ovelhinha recém-nascida em seus braços e a acaricia com amor. Quando vai de uma pastagem a outra, leva os cordeirinhos em seus braços e assim eles aprendem a ser ovelhas nos braços de seu pastor, sentindo o seu amor, seu calor e seu carinho. A ovelhinha se apaixona por seu pastor. Mesmo sendo irracional, ela instintivamente sente que ao lado dele há conforto e segurança e que não pode viver longe dele. É por isso que o pastor vai na frente e as ovelhas o seguem.


Ele vai na frente porque se aparecer algum perigo, ele é o primeiro a enfrentá-lo. Se aparecer um terreno escabroso, ele é o primeiro a machucar os pés. O pastor dá sua vida pelas ovelhas.


O que Deus está querendo nos ensinar é que não podemos ter medo de ser cristãos. O cristianismo não amputa a liberdade do ser humano; não é um fardo pesado; não torna o ser humano medíocre; não enterra ninguém. O cristianismo liberta; abre os olhos; faz com que a juventude olhe para horizontes sem fim e sinta o desejo de crescer, progredir e lutar por maiores ideais.


Sabe por que hoje existem pessoas que temem o cristianismo? Os culpados somos nós, os próprios cristãos. Às vezes, quando encontramos uma pessoa que ainda não aceitou a Jesus, queremos ensinar-lhe o caminho do cristianismo dizendo: "Você não pode fumar, não pode beber, não pode ir ao cinema, não pode fazer isto, não pode fazer aquilo, não pode ir ali, não pode vir para cá".


Que tipo de cristianismo é esse? Que tipo de vida abundante é essa que Cristo veio oferecer e que nós estamos interpretando e ensinando mal em nome do cristianismo? Que tipo de Deus é esse que, segundo a sua imaginação, Ele está no Céu, sentado em Seu trono, com uma vara na mão, tentando descobrir quem é miserável e desobediente para castigá-lo?


Esse não é o pastor do Salmo 23. Neste salmo, as ovelhas não seguem seu pastor por medo do castigo ou porque há um amontoado de regulamentos e leis a serem cumpridos. Não, elas o seguem porque seu pastor as ama, porque conquistou os seus corações e embora não sejam racionais, elas têm um instinto que diz que podem confiar nesse pastor.


Precisamos entender o maravilhoso amor de Jesus por nós. Muito cuidado amigo, ao pensar que Deus o ama unicamente quando você se porta bem; ou que só o ama se você cumpre com tudo aquilo que Ele pede. Muito cuidado ao pensar que se você se portar mal, todas as maldições de Deus cairão sobre você. Por favor, muito cuidado ao seguir a Jesus por medo dos castigos divinos. Jesus quer conquistar o seu coração. Por isso deixou tudo e veio a este mundo para procurá-lo. Você é a coisa mais linda que Jesus possui. Ele o ama com suas virtudes e defeitos, com seus erros e acertos. Ele gosta muito de você.


Se você é um pobre viciado, que não consegue se libertar das garras destruidoras do vício, saiba de uma coisa: Deus não aprova esse seu estilo de vida, mas nem por isso deixou de amá-lo um minuto. Ele está esperando que você clame. Todo o poder do universo está nas mãos dEle, para libertá-lo das correntes que o escravizam.


Você é um homossexual? Uma prostituta? Um assassino, um miserável, um imoral, um pervertido? Não importa quão sujo você se sinta na vida. Nunca permita que entre em sua mente a idéia de que você não merece o amor de Deus. Ele deixou tudo e veio a este mundo para dar-lhe paz, para transformar a sua vida, para que quando a noite chegar você possa se deitar e dormir em paz. Ele fez tudo isso para que você possa olhar o futuro sem medo. Ele já providenciou o caminho para você sair da mediocridade, da derrota e do fracasso em que vive.


Aqui entra o segundo pensamento do Salmo 23: "Refrigera a minha alma; guia-me pelas veredas da justiça, por amor do seu nome". (Salmo 23:3)


Meu pastor, diz Davi, me ensine a andar nas veredas de justiça. O que é justiça? Não é apenas um código moral, um código de bom comportamento como diz em Jeremias: "Em seus dias, Judá será salvo e Israel estará seguro e este é o nome pelo qual será chamado: Senhor, Justiça nossa. (Jeremias 23:6)


A justiça é Jesus; não um simples código de valores morais. Justiça é uma pessoa, é Cristo. Separado dEle não existe justiça. Tudo o que o homem quer chamar justiça, separado de Jesus, a pessoa-justiça, nada mais é do que um verniz que esconde a miséria do egoísmo humano. Você quer ser justo? Autenticamente justo? Naturalmente justo? Só existe então um caminho. Você tem que ir e viver em comunhão com a pessoa-justiça. Só Ele, vivendo em você, é capaz de dar-lhe o natural, autêntico e verdadeiro sentido de justiça.


Quer andar nos caminhos da justiça? Quer deixar de viver uma vida injusta? Quer andar nos caminhos de integridade, de obediência? Quer se deleitar em fazer a vontade de Deus? Muito bem, só existe um caminho: siga o Pastor. Não pastores humanos. Nós, pastores humanos, podemos falhar. Nunca olhe para os homens, não siga homens. Siga a Pessoa-justiça. Beba na fonte da justiça. Pastores que se agarram cada dia na fonte da justiça, viverão uma vida que sempre será uma fonte de inspiração para a igreja. Homens públicos que se agarram cada dia à fonte verdadeira da justiça, terão uma vida que será uma inspiração para seu povo.


O terceiro pensamento do Salmo 23 tem a ver com a realidade desta vida: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum, porque tu estás comigo..." (Salmo 23:4)


Jesus nunca prometeu que Seus filhos não teriam dificuldades. O salmista Davi, não diz: O Senhor é meu pastor, e porque Ele é meu pastor, nunca andarei em meio do vale da sombra e da morte. Não, não é isso que o texto bíblico diz. O texto afirma: "Ainda que eu andasse pelo vale da sombra da morte, não temeria mal algum..."


Muito cuidado ao cobrar de Deus uma promessa que Ele nunca fez. Quando uma doença bate em seu lar ou um acidente chega à sua vida; quando a morte atinge as pessoas mais próximas a você; quando a tempestade sopra e a noite se torna escura; muito cuidado com o olhar para Deus e dizer: "Se Tu estás comigo, por que vêm dificuldades a minha vida"?


Eu já disse muitas vezes: aqueles que vivem uma vida de comunhão com Jesus podem sofrer e aqueles que não querem nada com Ele também podem sofrer. Você pode perguntar então:


- Qual é a vantagem de ser cristão?


A vantagem é grande porque o sofrimento na vida dos que não têm Cristo é como a ferida purulenta, como a gangrena, que vai devorando, devorando, enlouquece e mata. Aqueles que têm Cristo, também podem sofrer, só que o sofrimento na vida deles é como a ferida limpa. Dói, sangra, mas sara; e com o tempo só restam cicatrizes, e cicatrizes não doem mais. Você olha a cicatriz e até sorri lembrando o dia em que a ferida estava aberta.


Esta é a promessa de Deus: "nesta vida, querido filho, muitas vezes você vai passar pelo vale da sombra e da morte. Muitas vezes seus pés vão sangrar, vai se machucar, vai ter que enterrar seus entes queridos. Eu não prometo que nesta vida você não terá momentos dolorosos. O que Eu prometo é que em meio à dor, em meio ao sofrimento, você nunca estará sozinho. Eu estarei ao seu lado. Você não será destruído".


E aqui é que entra o quarto pensamento deste Salmo: "Preparas uma mesa perante mim na presença dos meus inimigos. Unges com óleo a minha cabeça; o meu cálice transborda". (Salmo 23:5)


Você entende o que Jesus está dizendo? Os filhos de Deus estão congregados aqui. Do outro lado, os inimigos dos filhos de Deus. Só que os filhos de Deus estão participando de um banquete. Há uma mesa cheia de manjares e comida deliciosa. Do outro lado, o inimigo, incapaz de tocar o povo de Deus. A dor, o sofrimento, a miséria, a traição e a covardia chegaram ao fim e os inimigos estão impotentes, incapazes de fazer alguma coisa. É verdade que os filhos de Deus passaram pelo vale da sombra e da morte, mas o inimigo finalmente está vencido.


Ah, querido! Deus nunca prometeu que você não teria dificuldades nesta vida, mas prometeu que as dificuldades não o atormentariam a vida toda. Está sofrendo? Quanto tempo você acha que o sofrimento vai perturbar sua vida? Talvez um ano, dois ou cinco, mas finalmente o sol de um novo dia brilhará. Essa é a maravilhosa promessa de Deus.


Neste momento você pode estar vivendo um drama familiar. O seu filho pode estar amarrado ao mundo dos vícios e não consegue sair; você pode ter perdido sua filha; pode estar desempregado; pode estar com medo do futuro ou alguma doença física pode estar atormentando sua vida. Você já resistiu, resistiu, mas está chegando o momento em que não dá mais para suportar. Quando você achar que não tem mais forças, lembre-se da promessa divina: "Deus não lhe prometeu que neste mundo você não teria dificuldades. Ele prometeu que em meio ao vale da sombra e da morte nunca o deixaria".


Você pode não vê-Lo. Pode não enxergá-Lo, mas Ele está aí. Ele enxugará suas lágrimas, confortará sua dor, lhe dará forças para continuar a caminhada. E finalmente, estenderá a mesa e fará um banquete na presença dos seus inimigos, na presença de tudo aquilo que lhe provocou sofrimento. O inimigo das almas não poderá fazer mais nada contra você, pois você estará livre, vitorioso. Olhará para o passado e verá que tudo o que sofreu, valeu, porque fez parte de uma experiência de vitória.


Que grande Salmo! Primeiro: O Senhor é meu pastor. O tipo de relacionamento que Cristo quer ter com seus filhos. Segundo: Ele me guiará pelas veredas da justiça. Só Cristo é justo. Você quer ser justo? Viva uma vida de comunhão com Ele. Ele dar-lhe-á poder para viver uma vida de vitória e de obediência à Sua vontade nesta Terra. Você andará pelas veredas da justiça na medida em que viver essa vida de ovelha-pastor com o Senhor Jesus. Terceiro: Em meio do vale da sombra e de morte você nunca estará sozinho. O Pastor estará ao seu lado. E quarto: finalmente, as angústias findarão. A dor, as lágrimas e a tristeza não mais existirão. O Senhor preparará uma mesa na presença dos seus inimigos. A vitória será definitivamente sua.


Estava em Santiago do Chile gravando um programa de vídeo. Ao meio-dia, saí para lanchar e encontrei muitos recados na secretária eletrônica. Queriam falar comigo do Brasil, do Peru, de todo lado. Na hora, senti uma coisa estranha em meu coração. Algo terrível devia ter acontecido para todo mundo querer falar comigo ao mesmo tempo. Depois, chegou um telefonema e me deram a notícia.


Eu tenho uma irmã de 30 anos casada com um jovem pastor. Na última quarta-feira, aquele pastor tinha pregado para um grupo de pessoas e terminada a pregação voltava para casa por uma estrada solitária. Aí, no caminho escuro foi covardemente assassinado com um tiro de escopeta, deixando uma jovem viúva com uma garotinha de 5 anos e uma nenenzinha de 6 meses.


Onde estava Deus que não cuidou de Seu filho? Onde estava Deus que não protegeu um servo que acabava de abrir a Bíblia levando esperança e paz a corações atribulados? Onde estava Deus nessa hora? Não é assim que perguntamos sempre que a dor bate à porta do nosso coração?


Era de madrugada quando cheguei na casa de minha mãe. Meus irmãos estavam todos na sala. Entrei no quarto de minha irmã e a vi deitada na cama. Ajoelhei-me perto da cama e comecei a orar. Ela acordou, me viu e me abraçou chorando. - Obrigado por ter vindo, - disse - muito obrigado por estar aqui.


Abracei-a muito forte e falei baixinho em seu ouvido:


- Um dia Deus vai responder todas as suas perguntas. Um dia você saberá o porquê.


E ela, chorando, me respondeu:


- Eu não estou perguntando nada a Deus. Não quero que me responda nada. Não compreendo porque Ele permitiu que acontecesse tudo, mas eu O amo e confio nEle. Eu não quero que Ele me responda nada, só quero que me abrace bem forte para poder conviver com este sofrimento.


Aquele dia entendi que valia a pena acreditar em Jesus.


Aonde vai você quando a tormenta sopra; quando todos os seus recursos humanos não têm sucesso; quando você já tentou de tudo e nada deu certo; se Jesus não tem lugar em sua vida? Para aonde você corre quando seu filho está se afundando na vida e você não pode fazer nada por ele; se em sua vida não há lugar para Jesus? Para aonde vai?


Vale a pena acreditar em Jesus. Ele nunca prometeu que você não choraria, mas prometeu que enxugaria suas lágrimas. Se posso ter o privilégio de que Jesus, meu querido Jesus, enxugue as minhas lágrimas, então, bem-vinda seja a dor.


Agarre-se a Jesus neste momento. Abra-lhe o coração e permita-lhe entrar. Vá pela vida sem medo, pois com Ele a seu lado, a tormenta nunca lhe causará temor nem a escuridão o assustará.

ORAÇÃO

Pai querido, olha com amor as pessoas que Te estendem a mão neste momento. Ajuda-as a entender que Tu estarás sempre com elas em qualquer situação. Faze-as fortes em meio a dor e transforma as derrotas deste mundo em vitórias para Ti. Em nome de Jesus. Amém.



Programas Evangelicos Mensagens Evangelicas