Clique para abrir o Menu

SERMÕES ONLINE



Aqui você encontra mais de 170 Sermões de grandes oradores renomados como: Pr. Finley, Pr. Vandeman, Pr. Iglesias, Pr. Bullón e Pr. Stina. Ideal para pregadores, Evangelistas e para seu crescimento Espiritual.

UMA CARTA DE AMOR

PR. ALEJANDRO BULLÓN


"Você já tem uma Bíblia? Que base temos para afirmar que este livro é a Palavra de Deus? Não poderia ter sido escrita por homens espertos para enganar os crédulos? Por que em lugar de deixar um livro escrito, Deus não se comunica pessoalmente com Seus filhos?


O texto para a mensagem é: "Quando ouviram a voz do Senhor Deus, que andava no jardim pela viração do dia, esconderam-se da presença do Senhor Deus, o homem e sua mulher, por entre as árvores do jardim. E chamou o Senhor Deus ao homem, e lhe perguntou: Onde estás? Ele respondeu: Ouvi a tua voz no jardim, e, porque estava nu, tive medo e me escondi". (Gênesis 3:8-10)


Esta é talvez uma das passagens mais tristes da Bíblia porque mostra o início da tragédia humana. Deus tinha criado o homem para viver com Ele num clima de companheirismo, de amor e de comunhão, mas parece que o homem não entendeu o propósito da vida.


Cristianismo, meu amigo, é o companheirismo com Jesus. A vida cristã é uma vida de comunhão com Cristo. É por isso que somos chamados cristãos. Cristão vem da palavra Cristo. Cristianismo não é simplesmente pertencer a uma igreja, nem viver desesperado apenas para cumprir determinadas normas, regulamentos e leis. Cristianismo não é viver preocupado só em portar-se bem. Cristianismo em primeiro lugar e acima de tudo, é viver uma vida de companheirismo, de comunhão e de amor com Cristo. A obediência, o bom comportamento, a boa conduta, o pertencer a uma igreja, tudo isso será resultado do cristianismo.


A passagem bíblica do início expressa a tragédia da humanidade. Ela mostra Satanás colocando-se entre o Criador e a criatura, e semeando a dúvida e a desconfiança. Quando Deus criou o mundo, Ele conversava com Seus filhos face a face. Podia abraçá-los, beijá-los e andar de mãos dadas com eles. Era uma vida de comunhão maravilhosa. Mas o inimigo apareceu e separou o homem de Deus, o filho do Pai, a criatura do Criador. O texto bíblico diz que quando Deus visitou o jardim naquela tarde, o filho, que em outros tempos corria para Seus braços e O abraçava com amor, desta vez correu e se escondeu da presença dEle.


Essa é a tragédia do pecado. Amigo querido, Deus nos criou para viver uma vida de companheirismo com Ele. Se vivêssemos cada dia com Ele, nosso lar não estaria caindo aos pedaços, nossos filhos não estariam abandonando o lar, não viveríamos escravizados, amarrados a vícios, a pensamentos e sentimentos que não conseguimos deixar e que nos prejudicam. Não andaríamos atormentados pelo complexo de culpa, não nos sentiríamos sozinhos, abandonados, rejeitados. Não andaríamos pela vida sentindo que ninguém nos dá uma oportunidade. Não sentiríamos vontade de chorar, não sentiríamos angústia no coração porque Jesus nos preencheria.


Mas o inimigo separou o homem de Deus e quando o Pai visitou o jardim, Adão e Eva tiveram que se esconder. Não conseguiam mais olhar nos olhos do Pai. À medida que o tempo foi passando, o homem só conseguia ouvir a voz de Deus, já não podia mais vê-Lo. E com o passar do tempo, o pobre ser humano começou a ter medo até de ouvir a voz de Deus.


Foi isso o que aconteceu no Sinai quando Deus quis se comunicar com o Seu povo. Os filhos de Israel correram até Moisés e lhe suplicaram: "Disseram a Moisés: Fala-nos tu, e te ouviremos; porém não fale Deus conosco, para que não morramos". (Êxodo 20:19)


A partir desse momento o povo já nem sequer podia ouvir a voz do Pai. Que tragédia! Era algo terrível para Deus. Será que Ele teria que ficar em silêncio para sempre? Não, Deus não pode ficar sem comunicar-se com Seus filhos.


Foi por isso que Deus teve que fazer algo interessante. Ele escolheu determinados homens que viviam uma vida maravilhosa de comunhão com Ele, confiou-lhes a Sua Palavra e revelou-lhes Sua mensagem de amor para a raça humana. Esses santos homens de Deus escreveram os sonhos, as visões e as mensagens dadas por Deus e nos deixaram na forma deste livro que chamamos a "Sagrada Escritura", ou a "Santa Bíblia", ou a "Palavra de Deus", ou "Escrito Sagrado".


Mas existem hoje, muitos homens sinceros que se perguntam: "Por que tenho que acreditar que a Bíblia é a Palavra de Deus? Não poderia ter sido um grupo de gente esperta que escreveu este livro a fim de enganar os ingênuos? Que provas, que argumentos, que base temos para aceitar que a Bíblia é a Palavra de Deus"?


Talvez você, meu amigo, seja uma dessas pessoas sinceras que já ouviu tantas vezes falar da Bíblia, mas nunca pegou uma delas nas suas mãos, nunca a abriu nem a leu porque tem preconceitos. Talvez você pense que este é um livro de mitologias, fábulas, lendas e histórias. Que base tenho eu para afirmar que este livro é a Palavra de Deus?


O primeiro argumento que tenho é a declaração dos próprios escritores bíblicos. Cada vez que eles começam a escrever, dizem assim: "Palavra de Deus que veio a mim". "Palavra de Deus que veio ao profeta Isaías". "Palavra de Deus que veio ao profeta Jeremias". Eles afirmam que falaram porque foram inspirados por Deus. O apóstolo Paulo na epístola a Timóteo disse: "Toda Escritura é inspirada por Deus..." (II Timóteo 3:16)


O apóstolo São Pedro disse: "... sabendo, primeiramente, isto, que nenhuma profecia da Escritura provêm de particular elucidação; porque nunca jamais qualquer profecia foi dada por vontade humana, entretanto homens (santos) falaram da parte de Deus movidos pelo Espírito Santo". (II Pedro 1:20,21)


Você pode estar pensando: "Pastor, esse não é um bom argumento. Eu também posso escrever um livro e colocar: Palavra de Deus que veio a mim em sonhos e visões e só por isso o senhor vai acreditar"? Muito bem. Este não é o único motivo que me leva a aceitar a Bíblia como a Palavra de Deus.


O segundo argumento é o argumento da própria ciência. A ciência prova que este livro é a Palavra de Deus. Como? Preste atenção: durante anos a ciência acreditou que a Terra era plana. Antes de Cristóvão Colombo descobrir que a Terra era redonda, a ciência dizia que a Terra era plana, e que os barcos no mar desapareciam porque chegavam ao fim da Terra e caíam num precipício. Acredito que alguns de vocês estudaram isso. A ciência dizia: a Terra é plana, mas a Bíblia já estava escrita naquela época. E sabe o que a Bíblia diz em Isaías? "Ele é o que está assentado sobre a redondeza da terra, cujos moradores são como gafanhotos; é ele quem estende os céus como cortina, e os desenrola como tenda para neles habitar..." (Isaías 40:22)


A Bíblia diz que a Terra era redonda e a ciência afirmava que não. Mas em 12 de outubro de 1492, Cristóvão Colombo chegou à América e provou para o mundo que a Terra era redonda. A Bíblia tinha razão.


Quer outro fato? Durante anos, a ciência dizia que a Terra era sustentada por colunas. Outros afirmavam que era carregada por Hércules. E existiam também os que acreditavam que a Terra era sustentada por uma tartaruga e os terremotos aconteciam cada vez que a tartaruga dava um passo. Mas a Bíblia já estava escrita e a Bíblia diz o seguinte no livro de Jó: "Ele estende o norte sobre o vazio e faz pairar a terra sobre o nada". (Jó 26:7)


A Bíblia tinha razão mais uma vez. A terra está suspensa no nada.


E o que dizer das profecias bíblicas que se cumpriram? Os seres humanos hoje têm várias teorias em relação ao fim do mundo. Existem os que acham que o mundo vai acabar com a explosão demográfica e que vai chegar um momento em que a produção não vai ser suficiente para atender as necessidades da população e talvez os homens tenham que se devorar uns aos outros para poder sobreviver.


Outros acham que o mundo vai acabar por causa da poluição. O homem não cuida do planeta em que vive, polui tudo e um dia vai envenenar a atmosfera, a terra, a água. Dessa maneira, o mundo entrará num caos e acabará. Há ainda os que acreditam que o mundo acabará com a terceira guerra mundial. Algo como uma bomba atômica ou uma guerra nuclear. Outros voltam sua atenção para o espaço, pensando que tudo se acabará quando a Terra bater contra um outro planeta sem rumo. Enfim, cada ser humano tem a sua própria idéia em relação ao fim do mundo.


Eu, pessoalmente, olho para o futuro e sorrio. Não me apavoro com a poluição, nem com a bomba atômica, nem com os flagelos. Não me assusto com a fome que pode vir quando a população crescer muito. Não temo o futuro porque tenho a Palavra de Deus.


Quando a ciência dizia que a Terra era plana, a Bíblia afirmava que era redonda; e o tempo provou que a Bíblia tinha razão. Quando a ciência dizia que a Terra era sustentada por algo, a Bíblia dizia que estava suspensa no espaço e o tempo provou que a Bíblia tinha razão. Por que teria que me preocupar com relação ao futuro, se na Bíblia está descrita a história do mundo desde o seu início até o seu fim?


Hoje, por exemplo, um país pode querer dominar o mundo e estabelecer um novo império universal, mas a Bíblia diz que isso não vai acontecer. A Palavra de Deus mostra que levantou-se o Império Babilônico e caiu, veio depois o Império Medo-Persa e caiu, apareceu o Império Grego e caiu, levantou-se, finalmente, o Império Romano e caiu, e a profecia aponta que nunca mais se levantará outro império. Não importa o país que queira dominar o mundo, a Bíblia mostra o futuro. Suas profecias cumpriram-se maravilhosamente. Aliás, estão se cumprindo.


Você acha que as greves, a luta entre o capital e o trabalho apareceram por acaso? Está tudo profetizado na Bíblia. Você acha que essas chacinas que estão acontecendo no Rio e em outras partes do mundo são coisas novas? Estão profetizadas na Bíblia. Você acha que pestes como a AIDS são novidades? Até isso está profetizado na Bíblia. Você quer conhecer maiores detalhes? Consiga uma Bíblia e comece a estudá-la. Deus descreve tudo em Sua Palavra.


Talvez você esteja pensando: "Nostradamus também tem profecias que se cumprem". E é verdade, mas eu não acredito na Bíblia como a Palavra de Deus só porque as profecias se cumprem. Tenho mais um motivo: sua unidade. Moisés escreveu o primeiro livro, João escreveu o último. Entre João e Moisés há 15 séculos de separação. Moisés não conheceu João; Mateus não conheceu Davi; Jonas não conheceu Elias; São Lucas não conheceu Oséias.


Muitos escritores da Bíblia não se conheceram, mas se você pega a Bíblia e começa a lê-la desde a primeira até a última página, sentirá que os 40 autores combinaram assim: "Eu escrevo até aqui e você continua". Não são 66 livros e 40 escritores diferentes. Dá a impressão de ser um só livro, escrito por um mesmo autor do princípio ao fim.


Quer um exemplo? Pois então, eu abro a Bíblia na primeira página, encontro a história da criação de Deus. Um mundo perfeito. Na segunda página posso ler a história de como o pecado entrou no mundo. Agora vou para penúltima página da Bíblia e encontro a descrição do fim do pecado, e na última página a descrição de um mundo novamente perfeito. Só que Moisés e João não se conheceram. Houve 1500 anos de separação entre eles. Como é que combinaram para escrever a mesma coisa?


Entre a primeira e a última página está registrada a história da humanidade, as nossas necessidades, traumas e complexos. Homens bíblicos são apresentados com suas paixões e sua personalidade, para que cada um de nós encontrasse neles a nossa imagem e sentisse que Deus está falando a nós e que não escreveu somente para os homens da antigüidade. Acredito que este livro é a Palavra de Deus porque há uma mente divina inspirando a todos os escritores bíblicos.


Mas o grande motivo que me leva a aceitar a Bíblia como a Palavra de Deus é o seu poder transformador.


Ao longo de minha vida tenho conhecido ladrões, assassinos, viciados, incrédulos, ateus, prostitutas, homossexuais, gente que, na opinião da sociedade, não tem recuperação; gente perdida, gente acabada, lares desfeitos, bêbados que maltratavam a esposa e filhos, filhos desobedientes que faziam os pais sofrer. Imagine a pior espécie de ser humano... Pois é, conheço gente desse tipo que um dia encontrou a Palavra de Deus, começou a ler a Bíblia e foi transformada.


Você pode ler qualquer livro e conseguirá informações e conhecimentos teóricos, mas você não pode ler a Bíblia sem experimentar o poder transformador de Deus, porque quando você vai à Bíblia, você não se confronta com homens, e sim com Deus. É Deus que fala a você, o toma, o despe, investiga minuciosamente o seu coração; é Deus que mergulha em sua intimidade e você só tem duas opções: ou se rende ou foge. Mas fugir para onde? Ele diz em Sua Palavra: "Se subo aos céus, lá estás; se faço a minha cama no mais profundo abismo, lá estás também; se tomo as asas da alvorada e me detenho nos confins dos mares: ainda lá me haverá de guiar a tua mão e a tua destra me susterá". (Salmo 139:8 a 10)


Você não pode fugir de Deus. Ele vai alcançá-lo e transformá-lo. Esse poder transformador da Bíblia é para mim o maior argumento de sua origem divina.


Meu amigo, este livro, mais do que a Palavra de Deus, é a declaração do Seu amor pelo ser humano.


Neste momento, embora não possa vê-Lo, Ele está perto de você, conhece a história de sua vida. Sabe se você neste momento está sofrendo, ferido, ou atormentado pelo complexo de culpa. Conhece os seus problemas familiares, financeiros, existenciais ou de saúde. Sabe se você tem medo do futuro, da morte ou se você se sente sozinho nesta vida.


Há momentos nos quais você não sabe para onde ir? Há momentos nos quais você se sente tão indefeso, tão amarrado, tão impotente, tão incapaz, tão triste que não sabe o que fazer? Há momentos em que você se deita na cama angustiado e não sabe o que fazer? Você acha que Deus é indiferente a tudo isso? Acha que Deus o criou e o deixou perdido no espaço?


Não, Deus se interessa por você. Às vezes somos nós que não queremos ouvir a Sua voz. Corremos como loucos por esta vida. Experimentamos de tudo, até as coisas que sabemos que vão nos fazer mal e trarão dor à nossa vida. O ser humano tem um fascínio pelo desconhecido. Se alguém nos diz que não devemos fazer, aí é que queremos fazer. É próprio de nossa natureza. E você acha que Deus é indiferente a tudo que acontece conosco?


Não, meu amigo. Ele quer falar com você. O problema é que o único meio que Ele tem para se comunicar com você é a Bíblia. É através deste livro que Ele quer chegar ao seu coração. É por isso que você tem que ler este livro. Não pode crer? Então caia de joelhos diante de Deus e fale: "Senhor, ajuda-me a crer. Os argumentos que acabei de ler não me convencem, mas Senhor, sinto-me vazio, sinto que falta algo em minha vida. Quero crer e não consigo. Faça um milagre. Dá-me a capacidade de acreditar, porque preciso encontrar a saída para a minha vida e sozinho estou perdido, necessito de Ti".


Ele ouvirá seu clamor e responderá. Tenha certeza disso.

ORAÇÃO

Querido Pai, Te agradecemos porque o Senhor nos deu uma linda carta de amor que revela o Teu caráter, a Tua bondade, a Tua misericórdia e os Teus conselhos. Muito obrigado porque esta carta conta lindas histórias que nos permitem aprender com o passado e ter esperança no futuro. Pedimos que nos dê sabedoria para entendê-la completamente e forças para viver de acordo com o que ela nos ensina. Em nome de Jesus. Amém.



Biblia Falada em MP3

Compartilhe abaixo com seu amigos do facebook esta página de Sermões Online