Nesta página você encontra dezenas de Sermões Biblicos de renomados pastores para você conhecer mais da palavra de Deus ou para usar em suas pregações em sua igreja.

CLIQUE para voltar a página inicial dos Sermões Online

177 Sermões Evangelisticos

QUEREMOS VER JESUS

PR. ALEJANDRO BULLÓN


"Aonde vão as pessoas quando querem conhecer a Jesus? Qual é a glória que o cristianismo oferece? Por que as pessoas apesar de entenderem e sentirem que só Cristo é capaz de preencher o vazio do coração humano, têm medo de se comprometer com Ele?


"No dia seguinte, ouvindo uma grande multidão, que viera à festa, que Jesus vinha a Jerusalém, tomaram ramos de palmeiras, e saíram-lhe ao encontro, e clamavam: Hosana; Bendito o rei de Israel que vem em nome do Senhor... Ora havia alguns gregos, entre os que tinham subido a adorar no dia da festa. Estes, pois, dirigiram-se a Filipe, que era de Betsaida da Galiléia, e rogaram-lhe, dizendo: Senhor, queremos ver a Jesus... E Jesus lhes respondeu, dizendo: É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado... Agora é o juízo deste mundo, agora será expulso o príncipe deste mundo. E eu, quando for levantado da terra, todos atrairei a mim mesmo... E, ainda que tinha feito tantos sinais diante deles, não criam nele... Apesar de tudo, até muitos dos principais creram nele, mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. Porque amavam mais a glória dos homens, do que a glória de Deus" (João 12:12,13,20,21,23,31,32,37,42,e 43).


Havia uma grande festa em Jerusalém, era a época da páscoa. Multidões chegavam de todos os cantos da Terra. Mas aquela festa espiritual tinha perdido completamente sua razão de ser. Tinha virado uma grande reunião de negócios, um grande encontro social, uma simples oportunidade de conhecer novos amigos e nada mais. Só que desta vez havia uma diferença: Jesus estaria presente; e quando Jesus está presente, tudo sai da rotina.


Naquela grande festa, onde chegavam homens de todos os cantos, chegaram também uns gregos, estes vinham de uma terra distante. Os gregos tinham uma religião pagã e cheia de idolatria. Eles criaram muitos deuses para si. Endeusavam até o conhecimento humano e a cultura. Mas parece que tudo isso não os satisfazia. A multidão de deuses que tinham não preenchia o vazio do coração. Isto os levava de uma religião à outra, buscando respostas para as inquietudes íntimas. Foi assim que acharam a religião Judaica, mas parece que esta também não preencheu o vazio que carregavam.


Olhe para os gregos: tinham deixado sua religião pagã e idólatra, e vindo para a igreja do Deus verdadeiro. Mas aquela igreja também estava perdida, confusa no meio de uma montanha de ritos, normas e detalhes. Tinha perdido de vista o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo.


Jesus tinha vindo a este mundo para dar sentido a religião e mostrar o Pai. Mas os membros da igreja de Deus não conseguiam enxergar a Cristo. Estavam mais preocupados com os detalhes das leis, das normas, das cerimônias e dos ritos. E Jesus, a personificação da lei, estava ali, mas eles não conseguiam enxergá-Lo. A Bíblia diz: "Veio para o que era seu, e os seus não o receberam" (João 1:11).


Agora estavam ali os gregos, que tinham subido a Jerusalém buscando algo concreto e descobriram que tudo era oco por dentro, não passava de casca. O que fazer? Aonde ir? O relato bíblico diz que eles procuraram os discípulos e lhes suplicavam:


- Queremos ver Jesus.


Aqui está uma verdade que precisamos gravar no coração: quando as pessoas querem encontrar a Jesus, elas não vão à Bíblia; elas geralmente procuram um discípulo de Jesus. E é aí, na maneira como os cristãos compram ou vendem, trabalham e se comportam que essas pessoas encontram a Jesus.


Os homens estão procurando a Jesus. Este mundo precisa de Jesus. E nós, os cristãos, somos o melhor argumento que Cristo tem para convencer as pessoas de que o cristianismo funciona.


Aqueles gregos queriam conhecer Jesus. Foram a Filipe e disseram:


- Mostra-nos a Jesus. Queremos ver a Jesus.


Este mundo está caindo aos pedaços. Os seres humanos estão vendo seus filhos aprisionados em meio às drogas, ao álcool e à promiscuidade sexual. Os lares estão sendo divididos, corações estão sangrando. O ser humano não confia mais no ser humano. O povo não confia mais nos líderes. Os filhos não confiam mais nos pais. Este mundo, amigo, está de cabeça para baixo. Há pessoas sinceras que sofrem, que buscam desesperadamente um sentido para a vida. Os que precisam de Jesus não são apenas os viciados em drogas, ou os amarrados por traumas e complexos. Bons cidadãos, que pagam seus impostos, pais de família maravilhosos, também chegam à noite e não podem dormir, sentem que alguma coisa está faltando em seu coração. E muitas vezes se perguntam: "Eu não faço mal a ninguém. Eu cumpro tudo. Sou um bom marido. Sou uma boa esposa. Sou um bom pai. Sou um bom membro da igreja. Por que, quando deito à noite, sinto como se estivesse faltando alguma coisa? O que está acontecendo?


Ah querido amigo, os seres humanos, em todo o mundo, estão precisando desesperadamente de Jesus. Os ateus estão percebendo que é Jesus que está faltando em sua vida. Milhares deles na Rússia estão aceitando a Jesus e unindo-se a igreja de Deus nesta Terra.


As pessoas estão indo à morte ou enlouquecendo porque não têm um sentido para a vida. Somente Cristo é o sentido da existência da raça humana. Por isso as pessoas estão procurando os cristãos e dizendo:


- Fale-me de Jesus, queremos ver Jesus.


Como eu gostaria que você neste momento já tivesse encontrado a Jesus! É possível que você já tenha encontrado uma igreja cristã. Eu não estou muito preocupado com o fato de você já ter achado uma igreja em sua vida. Como eu gostaria que você tivesse encontrado Jesus. Não apenas uma igreja, mas Jesus como pessoa. Sei que milhares de pessoas têm um clamor silencioso no coração: "quero ver a Jesus! Mostre-me a Jesus".


Meu amigo, não sei que palavras usar para levá-lo a Jesus, para mostrar-lhe que Ele é a única saída para os conflitos existenciais, para mostrar-lhe que Ele é o único capaz de dar sentido ao cristianismo. Não sei que palavras usar para pedir que "por favor, esqueça um pouco do formalismo", "não se preocupe tanto com detalhes externos e formas", "descubra a Cristo como uma pessoa real e viva com Ele uma vida de comunhão, e como um fruto maduro dessa comunhão os detalhes externos aparecerão em sua vida".


Entremos agora num outro aspecto do texto bíblico. Quando André e Filipe levaram os gregos à Jesus, Ele disse: "...É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado" (João 12:23).


Aqui Jesus está mostrando aos gregos o caminho do cristianismo. Jesus tomou os gregos e os levou a enxergar o momento da cruz. "... É chegada a hora em que o Filho do homem há de ser glorificado" (João 12:23).


Que maneira de ser glorificado! Pregado numa cruz. Jesus estava querendo mostrar aos gregos e a nós hoje que a glória de Deus é diferente da glória dos homens.


A glória dos homens é nutrida pelos aplausos, a glória de Deus é alimentada por sofrimento e lágrimas. A glória dos homens é o bem estar, mas a glória de Deus é a morte.


Como é que Jesus ia ser glorificado? Hoje o nome de Jesus é enaltecido em todos os países. Multidões curvam a cabeça diante de Jesus. Milhões de pessoas se ajoelham diante dEle. Mas não foi sempre assim. Para que a glória de Deus chegasse, primeiro viria o sofrimento, o Calvário e a morte. E o que Jesus está querendo nos ensinar é que Ele nos oferece a vida eterna, uma vida de paz e alegria que nunca terminará. Mas antes, nesta vida, você terá que aceitar a coroa de espinhos, as lágrimas, o sofrimento e a cruz. Você será crucificado pelos preconceitos deste mundo.


Quer seguir a Jesus? Estou falando de seguir de verdade e não simplesmente de vestir a camiseta de uma religião. Quer fazê-lo? Terá que passar pelo vale da sombra e da morte. Seus amigos o rejeitarão, seus familiares o abandonarão. Os seres mais queridos, em quem você mais confiava, virarão as costas para você. Quer seguir a Jesus? A glória de Deus tem um preço. Jesus levou os gregos para verem os sofrimentos futuros que eles iriam sofrer se quisessem seguir a Jesus.


Depois, novamente Jesus dirige a atenção dos discípulos para a cruz e diz: "Agora é o juízo deste mundo; agora será expulso o príncipe deste mundo" (João 12:31).


Sabe o que Jesus estava querendo dizer? Que lá no Calvário foi decretada a derrota do inimigo de Deus.


No Calvário, quando Jesus morreu, o inimigo pensava que tinha vencido. Quando Jesus foi tirado da cruz e o Seu corpo foi enterrado, a gargalhada do inimigo ecoou no Universo. Satanás pensou que tinha vencido.


Mas ao terceiro dia Jesus ressuscitou, emergiu da morte e com Sua ressurreição deu o golpe mortal no coração de Lúcifer.


Sabe o que Jesus está dizendo? Duas coisas: nesta vida os homens podem crucificar seus sonhos, sua imagem ou seu nome. Mas por quanto tempo? Um ou dois dias talvez, mas ao terceiro dia seu nome será limpado diante do Universo todo e sua imagem será restaurada. O triunfo do inimigo não é um triunfo permanente.


Ele pode levá-lo ao vale da sombra e da morte, mas por quanto tempo? Hoje e amanhã talvez, mas ao terceiro dia você ressuscitará vitorioso.


O que Deus está querendo dizer é que se você decide segui-Lo, o inimigo pode dificultar as coisas para você, mas por quanto tempo? Hoje e amanhã talvez, mas ao terceiro dia as dificuldades desaparecerão.


Quando Cristo morreu na cruz e foi enterrado, parecia que todo Seu ministério havia fracassado, três anos de ministério para quê? Para acabar sepultado numa tumba? O inimigo lançou sua gargalhada sinistra, mas ao terceiro dia Jesus ressuscitou e o inimigo entendeu que estava derrotado para sempre.


Para terminar, veja a conclusão do capítulo 12: "E, ainda que tinha feito tantos sinais diante deles, não criam nele... Apesar de tudo, até muitos dos principais creram nele, mas não o confessavam por causa dos fariseus, para não serem expulsos da sinagoga. Porque amavam mais a glória dos homens do que a glória de Deus" (João 12:37,42,43).


Os seres humanos se dividiam em três grandes grupos naquela ocasião. O primeiro, aquele no qual estavam os gregos, correu a Jesus e disse:


- Senhor, Te confessamos como nosso Salvador, abrimos nosso coração e Te entregamos nossa vida.


O segundo grupo era o dos incrédulos que dizia:


- Não me fale de crentes, não me fale de religião. Não me fale de Bíblia.


Pessoas como estas estão sofrendo, com uma vida arruinada, vazias, ocas por dentro, mas não querem que falemos de Deus:


- Esse negócio de crente é para gente ignorante.


Estão aí em meio do desespero, da loucura, à beira do suicídio muitas vezes, mas não querem saber nada de Deus.


Assim eram os incrédulos naquele tempo, aqueles que diante dos milagres de Deus, não eram capazes de se render.


Ali estava Jesus, em pessoa, ressuscitando mortos, andando em cima da água, acalmando a tempestade, levantando paralíticos, devolvendo a vista aos cegos, curando leprosos, multiplicando pães e peixes. Mas diante de todas essas evidências, estes homens permaneciam incrédulos.


Hoje também existem homens assim. Não há nada que possamos humanamente fazer para que abram o coração a Jesus. Não há argumento. Não pense que eu vou apresentar algum argumento para convencê-lo. Se Jesus não é capaz de entrar em seu coração e de derreter o gelo da sua indiferença, não será nenhum pastor e muito menos um argumento que conseguirá fazê-lo.


Mas naquela ocasião havia um terceiro grupo de pessoas. Aqueles que creram em Jesus, mas creram somente em seu coração, não tiveram coragem de sair da arquibancada, não tiveram coragem de sair da cadeira e ir lá para a frente. E a Bíblia explica porquê: porque pertenciam a uma determinada igreja, eram líderes, tinham medo de ser expulsos, medo da rejeição da família, dos amigos, da sociedade, medo de perder o seu status social.


Precisavam de Jesus, sabiam que a única solução para eles era Jesus, mas tinham medo, "amavam mais a glória deste mundo do que a glória de Deus", diz a Bíblia.


Talvez neste momento você esteja tremendo aí em seu coração, sabe que precisa de Jesus mas não tem coragem de aceitá-Lo. O que dirão seus amigos? Será que você tem coragem de pegar a sua Bíblia e ir para a Igreja no próximo sábado? Sentir-se-ia com vergonha? Pensarão as pessoas que você virou crente? Dirão que está sendo enganado por alguns espertos?


Ah meu amigo, ao longo da história sempre houve três grupos de pessoas. Aqueles sinceros que sentindo a necessidade de Jesus correm imediatamente para os Seus braços. Aqueles incrédulos que sofrem sem Cristo, mas não querem aceitar, não querem acreditar em nada. E aqueles que crêem, mas têm vergonha de aceitar a Jesus; precisam dEle, mas têm medo de confessar o Seu nome diante dos homens, têm medo de serem expulsos de sua igreja, expulsos da sinagoga.


Em qual dos grupos está você?


Pois é amigo, seguir a Jesus nunca foi fácil. Você deve estar tremendo aí porque às vezes a gente acredita a vida toda em algo, de repente, sem querer, se encontra com Jesus no meio do caminho. A gente sabe que Ele bate à porta do coração. Sente que tem que dizer sim. E se vê tão pequeno, tão incapaz, tão impotente.


Espero que o Espírito de Deus o ajude a abrir seu coração a Jesus e dizer: "Senhor, tomo a Tua Palavra como o meu guia e estou pronto a seguir-Te até o fim."


ORAÇÃO


Pai querido, Teus caminhos às vezes são difíceis e cheios de espinhos, mas um dia conquistaste meu coração e por isso estou disposto a Te seguir. Ouve este meu clamor silencioso. Em nome de Jesus, amém.



Programas Evangelicos Mensagens Evangelicas