Nesta página você encontra dezenas de Sermões Biblicos de renomados pastores para você conhecer mais da palavra de Deus ou para usar em suas pregações em sua igreja.

CLIQUE para voltar a página inicial dos Sermões Online

177 Sermões Evangelisticos

PODEMOS SER SANTOS NESTA VIDA?

PR. ALEJANDRO BULLÓN


"Pr. Williams Costa Jr.: - Muitas pessoas sabem aquilo que é certo e gostariam de fazê-lo, mas no coração existe sempre a luta. Como posso viver uma vida certa? Ninguém gosta de errar. As cartas, os telefonemas e os e-mails que recebemos, comprovam e atestam o interesse das pessoas em saber como viver a vida cristã. Pr. Bullón, o que é cristianismo? O que é vida cristã?

Pr. Bullón: - Cristianismo, em poucas palavras, é companheirismo com Jesus. De onde tiro este pensamento? De São João 15:4 e 5: "permanecei em mim, e eu permanecerei em vós. Como não pode o ramo produzir fruto de si mesmo, se não permanecer na videira, assim, nem vós o podeis dar, se não permanecerdes em mim. Eu sou a videira, vós, os ramos. Quem permanece em mim, e eu, nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer."( S. João 15: 4 e 5) Quer dizer que vida cristã é companheirismo com Jesus. Quem não gosta de ter amigos? Os velhinhos gostam, as mulheres, os homens, muito mais ainda os jovens, eles são especialistas em fazer amigos. As crianças onde chegam fazem amigos. Se encararmos a vida cristã como uma maravilhosa experiência de andar, conviver, cultivar uma amizade íntima com Cristo, então descobriremos o segredo da vida cristã.

Pr. Costa Jr.: - Talvez você esteja pensando: "em algum momento de minha vida já experimentei esse contato com Jesus, essa comunhão com Ele", mas a grande pergunta que você e milhares de pessoas fazem é: Como manter o companheirismo com Jesus? Ter por um momento, muita gente tem, mas como ter isso por toda vida?

Pr. Bullón: - Aqui há um conceito que quero frisar. O mais difícil da vida cristã, não é tornar-se cristão, porque para tornar-se cristão basta correr aos braços de Jesus e começar a vida com Ele. O difícil é permanecer cristão. É como a vida no casamento, casar é o mais simples.


Existem muitas pessoas que iniciam a vida cristã e depois de algum tempo a abandonam um ano depois, cinco anos depois, desanimam, voltam atrás, porque não entenderam o segredo da permanência em Cristo.


Como permanecer cristão? Como manter a comunhão com Cristo? Através basicamente de três elementos: Primeiro; a oração, pois através dela nos comunicamos com Cristo. Depois através da Bíblia, o principal veículo através do qual Jesus comunica-se conosco. Por último, quando testificamos para outras pessoas do amor de Cristo, quando divulgamos os princípios de vida que conhecemos através do estudo da Bíblia. Basicamente é através disso que permanecemos cristão. Também quando mantemos um cântico no coração, quando cantamos hinos, quando vamos a igreja e nos congregamos com os outros membros, ou quando ouvimos as mensagens que são apresentadas; isso também nos ajuda a crescer em Cristo e a cultivar nosso companheirismo com Ele.

Pr. Costa Jr.: - Agora, você pode pensar: "Tudo bem, estou entendendo na teoria como isso funciona, mas por que é tão difícil manter essa comunhão com Jesus?"

Pr. Bullón: - Por um simples motivo: o ser humano nasce naturalmente corrupto, naturalmente mau, gostando do lixo da vida, das coisas erradas da vida. Teologicamente chamamos isto de natureza pecaminosa. Essa natureza pecaminosa com a qual todos nascemos, não gosta de ler a Bíblia, não gosta de orar, não gosta de ir à igreja, não gosta de buscar a Deus. Então, se nós temos que orar, temos que estudar a Bíblia ou ir à igreja, não será porque nos deleitamos em fazer isso, será porque, de certa maneira, estamos convencidos que isso é importante e portanto vamos contra a natureza que nascemos.


Na hora da conversão, Jesus coloca em nós a natureza de Cristo, e essa natureza sim, tem fome e sede de justiça. Então, vem a luta das duas naturezas, pois a natureza do inimigo diz: "não vá para a igreja" e a natureza de Cristo diz: "vá para a igreja". A natureza carnal diz: "não, não estude a Bíblia"; a natureza de Cristo diz: "abra a Bíblia", essa é a luta da vida cristã.

Pr. Costa Jr.: - Pastor, existem pessoas que fazem a seguinte pergunta: "Bom, se todos os caminhos levam a Deus, é Jesus que me salva, por que eu preciso ir à igreja?" Em outras palavras, pastor, para que existe igreja? Qual é o papel da igreja na vida cristã?

Pr. Bullón: - Em primeiro lugar, quero que o amigo que está lendo esse programa, entenda que nenhuma igreja tem o poder de salvar, nenhuma religião salva. Na Bíblia não encontramos salvação pela igreja, salvação pela religião, ou salvação pela doutrina. A igreja, a religião e a doutrina têm seu lugar na vida do cristão, mas nenhuma dessas coisas ocupam o papel salvador, somos salvos unicamente pela graça de Cristo, unicamente pela fé no maravilhoso amor redentor de Cristo.


Para responder sua pergunta, quero contar um milagre que Jesus fez com o paralítico que estava no Tanque de Betesda. Jesus o curou e quando o paralítico se levantou e quis agradecer, Jesus já não estava lá, o texto bíblico diz que mais tarde o paralítico foi para a igreja já curado e lá se encontrou com Jesus, e lá teve a oportunidade de agradecer a Jesus. Quem o curou da paralisia? A igreja? Não, mas uma vez curado, a primeira coisa que o paralítico fez foi correr para a igreja, e na igreja teve a oportunidade de agradecer a Jesus. Quem nos salva é Cristo, mas por favor, não me diga que você está salvo se você não está na igreja. Porque o primeiro passo de alguém que experimentou a salvação em Cristo, é correr à igreja para louvar o nome de Deus, para edificar com sua experiência outros cristãos, para ser edificado pela experiência de outros cristãos e para todos juntos exaltarem o nome de Deus.

Pr. Costa Jr.: - Agora, ainda sobre esse assunto de igreja, você pode estar se perguntando: "Tudo bem, eu creio no poder de Deus, eu creio que Jesus salva, eu creio na importância da igreja, mas se eu ficar sozinho em minha casa estudando a Bíblia, cantando hinos, fazendo oração, não vai ser a mesma coisa para minha vida cristã?

Pr. Bullón: - Preste atenção: Vida cristã indo à igreja, estudando a Bíblia, orando, já é muito difícil; imagine sem orar, sem estudar a Bíblia. É como um carvão, uma brasa viva. Se você separar um carvão, ele vai arder por um tempo e depois de pouco tempo, vai se apagar. Quando está entre os outros carvões permanece brasa viva, separado se apaga. Os cristãos que cada semana se congregam com outros cristãos e compartilham suas experiências, suas lutas, vitórias, tentações, juntos louvam o nome de Deus e são edificados pela pregação da Palavra de Deus, vão crescendo na sua experiência cristã. Cristãos que querem servir a Deus sozinhos, correm o perigo de verem sua vida espiritual apagar-se. Agora, se você está isolado numa ilha da China e não tem igreja, neste caso, sozinho, Deus lhe ajudará a sobreviver na vida espiritual, de alguma maneira. Mas tendo uma igreja a 150 metros da sua casa, qual é o mérito de ficar em casa sozinho?

Pr. Costa Jr.: - Éh, realmente! Inclusive, para a vida cristã, vale o ditado que diz: "A união faz a força". Mas existe uma outra pergunta que é feita através das cartas e dos telefonemas: "Eu não tenho vontade de ler a Bíblia. Eu sei que a Bíblia é a palavra de Deus, eu sei que é importante ler a Bíblia para poder saber o que Deus quer para mim. Mas, o que eu faço, se não gosto e se não tenho vontade de ler a Bíblia?"

Pr. Bullón: - A resposta mais simples seria: peça a Deus que lhe dê força para estudar a Bíblia. Mas vou neste momento, nem vou mencionar a Deus, vou apelar para a lógica e o sentido comum das coisas. Se você amanhã tem que prestar vestibular, tem prova de matemática, e você não gosta dessa matéria, abre o livro, e não quer nem ver. Você não gosta de matemática, mas amanhã tem prova. O que você faz? Porque você não gosta de matemática joga o livro fora e não estuda? Não é assim.

Pr. Costa Jr.: - Vai ter que estudar, mesmo não gostando.


Pr. Bullón: - Mesmo não gostando, você estuda, porque precisa. Agora o interessante é que as pessoas quando abrem a Bíblia dizem: "Ah, não tenho vontade", e fecham a Bíblia. Não pode ser assim! Se para prestarmos vestibular, nos controlamos, nos esforçamos, não seria lógico nos esforçar-mos um pouco para estudar a Bíblia, sabendo que disso não depende um vestibular mas depende a vida eterna?

Pr. Costa Jr.: - É, tem razão. Algumas pessoas dizem assim: "Bom, eu não entendo tudo. Entendo tudo na teoria, entendo tudo pela lógica, tá tudo certo. Agora, por que é que aceitando a Deus, escolhendo viver com Ele, a minha vida ficou mais difícil?" Em outras palavras: Por que é difícil ser um cristão?

Pr. Bullón: - Porque este mundo está programado para caminhar em direção contrária aos caminhos que Deus tem para seus filhos. Os cristãos na realidade andam na contra-mão da vida. Todo mundo é desonesto; o cristão precisa ser honesto porque ama o Senhor Jesus e tem princípios na vida. Todo mundo engana, todo mundo mente; mas o cristão precisa, por amor a Jesus, viver com a verdade em um mundo onde há tanta mentira.


Vamos analisar agora, como exemplo, a mentalidade dos jovens. Todo mundo pratica sexo antes do casamento. O jovem cristão tem que chegar ao casamento virgem. Não tem lógica! Todo mundo olha para esse jovem e diz: "Você é careta, ultrapassado, que é isto? Tá louco!

Pr. Costa Jr.: - É um ser fora desse mundo.

Pr. Bullón: - Então, para o cristão não é fácil, ele tem que andar na contra-mão da vida.


Tem outra coisa mais. Quando você está nas mãos do inimigo, por que o inimigo vai atormentar sua vida se você já é dele?! Agora, quando você começa sair das rédeas do inimigo e entra na área divina, é aí que toda a fúria do inimigo vai desatar contra você. Você pode perder o emprego, seus familiares podem lhe abandonar, seus amigos podem lhe virar as costas, de repente você pode sofrer um acidente, enfim...


Eu estava uma noite pregando num estádio e quando terminou a reunião uma senhora procurou-me chorando. Havia sempre adiado tomar sua decisão de seguir a Jesus, até que em uma daquelas noites, tomou a decisão, sua grande decisão. Então aconteceu uma tragédia; o carro zero quilometro que o marido tinha dado para ela de presente de aniversário há uma semana, foi roubado. Aí ela me disse: "Enquanto eu não tomava a decisão, nada me acontecia, agora que decidi seguir a Jesus, me roubam o carro".

Pr. Costa Jr.: - Pois é pastor, sem querer interromper o que o senhor está falando, há uma outra pergunta que os telespectadores nos fazem: Por que parece que o cristão sofre mais que o não cristão? Parece um contra senso.

Pr. Bullón: - Exatamente porque a ira do inimigo está desatada contra os seguidores de Cristo. Veja que o inimigo tem seguidores voluntários e involuntários; porque tem muita gente que não quer se unir ao inimigo, mas se une ao inimigo, sem saber. Porque Jesus diz: 'Quem não é comigo, contra mim é". Se você não está seguindo a Jesus naturalmente, mesmo você não querendo, já pertence ao território inimigo. Agora, se você pertence ao território inimigo, o que o diabo vai fazer? Deixa você tranqüilo, para que molestar você? Agora, tente seguir a Jesus para ver o que vai acontecer...

Pr. Costa Jr.: - O que o senhor diria, pastor Bullón, para o leitor que talvez não tenha nunca feito planos de ser um cristão ou de seguir a vida cristã, ou de ser um seguidor de Jesus? Vale a pena ser um cristão?

Pr. Bullón: - Em primeiro lugar eu gostaria de dizer uma coisa. Eu creio que os seres humanos não entendem o que é vida cristã. Os seres humanos acham que vida cristã é entrar numa igreja e começar a obedecer tudo que a igreja quer, que a igreja pede. Ou então, vida cristã, para as mulheres, é não cortar o cabelo ou não usar calça comprida. Para muitos vida cristã é não ter televisão em casa, vida cristã é não fumar, não beber, não comer carne de porco, não isso e não aquilo. Isso não é vida cristã! Tudo isso poderá ser um resultado final da vida cristã. Mas vida cristã basicamente é companheirismo com Cristo.


A primeira coisa que Cristo faz em nossa vida é colocar paz no coração. Começamos a refletir essa paz nos olhos. Nossa vida começa a mudar. A esposa e os filhos são os primeiros a perceberem que a vida da gente mudou. Os amigos perceberão. O patrão verá que o rapaz que antes chegava tarde, que antes só vivia reclamando(quando não conhecia Cristo) agora que conheceu a Cristo, é o primeiro a chegar e o último a sair, e quer colaborar com o patrão. O patrão que antes era injusto, que explorava os seus empregados, agora com Cristo vai começar a ser um homem humano, compreensivo. Quer dizer, as pessoas vão perceber que nossa vida mudou.


Olhe, se Cristo não trouxe paz ao nosso coração, se Cristo não transformou a nossa vida, então o cristianismo não fez nada. Cristianismo não é somente comprar uma Bíblia, um terno e andar domingo ou sábado com a Bíblia debaixo do braço. Esse tipo de cristianismo é casca, é oco, não tem conteúdo. Mahatma Ghandi, o grande lider hindu, um dia, depois de escutar toda a doutrina cristã disse: "Eu me tornaria cristão se não fosse por culpa dos cristãos."

Pr. Costa Jr.: - Que coisa triste, não é mesmo?

Pr. Bullón: - Temos que reconhecer que há cristãos chatos, há cristãos que onde chegam incomodam. Há inveja, há fofoca. Que tipo de cristianismo é esse? Nós cristãos corremos o perigo de viver só de aparência. Podemos dizer: "É bonito! Glória a Deus, aleluia", mas a vida não mudou. O cristianismo não pode ser apenas uma teoria. Cristianismo é Cristo transformando a nossa vida para melhor.

Pr. Costa Jr.: - Pr. Bullón, ore para que as pessoas que estão nos ouvindo, ou lendo esta palestra, possam ser guiadas, protegidas e orientadas por Deus, sobre como viver uma vida cristã.

ORAÇÃO

Pai querido, milhares e milhares de pessoas estão abrindo o coração e dizendo: "Senhor Jesus, ajuda-me a caminhar pela vida com a certeza de que não estou sozinho". Realmente, para quem entregou a vida a Cristo, não há momento de solidão, porque o braço poderoso de Jesus toma essa frágil mão e a leva de vitória em vitória até a vitória final. Toma Teus filhos, aceita-os. Perdoa-nos, se é preciso perdoar. Transforma-nos, se é preciso transformar. Desperta-nos, se é preciso nos acordar. Mas Pai, que todos possam desfrutar da paz que só Jesus é capaz de oferecer. Em nome de Jesus. Amém.



Programas Evangelicos Mensagens Evangelicas